Siga o Jornal de Brasília

Entretenimento

Stoyca faz show de lançamento do novo EP na Funarte

Publicado

em

A banda Stoyca está de volta com o EP Formas de Voar. Inspirado na obra Modo de Voar do artista espanhol Francisco Goya (1786-1828), que faz parte da série de gravuras feitas entre 1815 e 1823, Los Disparates. Aqui o grupo brasiliense vem discutir a relativização da verdade, algo que tem se tornado comum nos últimos meses com a falta de crença no que chamamos de fatos.

“O EP é sobre identificar falhas nas verdades que estão postas. Estamos numa época de fake news, de debates abrasivos e acusações sem base, em que se tem ponderado pouco antes de se colocar a ‘verdade’ para fora. Nisso é muito fácil perder o fio das narrativas do indivíduo, essas sim preciosas no dia-a-dia. O EP é uma análise de como resgatar o indivíduo, como trazer a responsabilidade para si e quais conclusões se tira acerca do que estamos vendo acontecer”, explica o vocalista da banda Jorge Verlindo.

A Stoyca apresenta seu EP com exclusividade na quarta (30) e quinta (31), em show na sala Plínio Marcos, na Funarte, a partir das 20h. No dia 30 de maio, a noite terá abertura da banda Dario Julio e os Franciscanos, e no dia 31 de maio, a responsável pela abertura será a Adriah.

Adriah que também é um artista independente da cidade e lançou o EP Simples/Complexo ano passado, sobe ao palco com a Stoyca tocando guitarra na banda formada por Jorge Verlindo (voz e guitarra), Walter Cruz (teclado), Arthur Lôbo (baixo) e Caio Fonseca (bateria).

Faixa a faixa

O EP Formas de Voar é formado por três faixas que já estão disponíveis para o público em formato ao vivo em vídeos no Facebook da banda, duas músicas ainda não lançadas farão parte do repertório do show e serão lançadas em breve.

As três canções Dédalos, Cópias e Aves de Capoeira traçam um paralelo com a obra de Goya , pois retratam uma época em que o indivíduo era deixado de lado e padecia dentro das grandes depressões sociais. Algo que está acontecendo agora e vemos de perto no Brasil, com políticas e eventos sociais que beneficiam apenas o lado mais forte da história, sem pensar no todo.

Este é um EP sobre libertação, sobre deixar alguns ressentimentos de lado e pensar em algo mais amplo. É um EP sobre responsabilidade. Mas isso não quer dizer que ele precise ter uma sonoridade agressiva. Jorge Verlindo foi justamente para o lado oposto em Formas de Voar: “Neste EP busquei referências mais emocionais, como Lhasa de Sela e Cesária Évora. Também tentei ancorar mais as músicas no Brasil, com um pouco de Dorival Caymmi e Jards Macalé. A ideia era buscar elementos para suscitar um clima mais mágico e uma atmosfera mais leve. Como é uma obra sobre ‘libertar’, a ideia aqui era construir a via para isso”, conta Jorge.

A última canção, Aves de Capoeira acaba de ganhar um vídeo em formato ao vivo. Confira aqui.

Mais sobre Stoyca

Com três anos de existência, a banda lançou um EP homônimo em 2015 e o álbum Ninguém Estava Aqui em 2016. Vindas de um contraponto, as canções trazem as inquietações sobre a saúde emocional do indivíduo nas cidades. Jorge Verlindo, que lidera a banda, é responsável por todas as composições. Stoyca é Jorge Verlindo (guitarra e voz), Walter Cruz (teclado), Arthur Lôbo (baixo) e Adriah (guitarra) e Caio Fonseca (bateria), com a participação especial do baterista Thiago Cunha da banda Passo Largo, que eventualmente também participa dos shows. Ninguém Estava Aqui teve produção da banda Stoyca e de Felipe Vieira, mixagem de Kelton Gomes, edição de Valério Xavier.

Serviço:

Data: Quarta-feira, 30 de maio, com abertura de Dario e Os Franciscanos; Quinta, 31 de maio, com abertura da Adriah
Horário: Às 20h
Local: Sala Plinio Marcos, Funarte (Eixo Monumental – Setor de Divulgação Cultural, Lt 2 – Entre a Torre de TV e o Clube do Choro)
Ingressos: R$ 10 (preço único) Link dia 30 de maio Link dia 31 de maio
Mais informações: 99247-4502
Não recomendado para menores de 12 anos


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Publicidade