Siga o Jornal de Brasília

Cinema

CCBB Brasília exibe retrospectiva do cineasta francês Philippe Garrel

Da Redação
[email protected]

Sentimentos mais íntimos esmiuçados na telona. O título da mostra visa justamente demonstrar a introspecção e o olhar apurado do cineasta para captar a expressão de sentimentos mais íntimos, motes de grande parte dos filmes realizados. O Cinema Interior de Philippe Garrel é a mais completa retrospectiva do cineasta francês já realizada no Brasil. E exibe, até 30 novembro, na capital federal, 28 filmes realizados pelo francês e por outros cineastas contemporâneos.

Em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil, um passeio pelos 53 anos de carreira do artista, partindo do primeiro ao seu último trabalho, o longa Amante por Um Dia (L’Amant d’un jour) de 2017, além de serem apresentados filmes de Andy Warhol e Jean Eustache, com os quais Garrel dialogou em seu cinema.

Retrospectiva que exibe ‘cinema de câmara’
do cineasta premiado inclui primeiras obras de Philippe Garrel,
mais raras e experimentais.

Ator e diretor Louis Garrel (à esquerda) pode ser visto em vários longas de seu pai (Divulgação)

Obra ainda pouco conhecida no Brasil
Philippe Garrel, de 70 anos, foi premiado múltiplas vezes no Festival de Veneza e selecionado para apresentar suas criações em grandes festivais do mundo, como o Festival de Cannes. Apesar do seu vasto trajeto profissional e do seu reconhecimento internacional, sua obra ainda é pouco mostrada e discutida no Brasil. A retrospectiva foca seu olhar na sua obra, no ambiente cinematográfico brasileiro.

A programação inclui sessões apresentadas e uma mesa-redonda com especialistas na obra de Garrel. Um catálogo editado pelos curadores – Maria Chiaretti e Mateus Araújo – com a tradução de textos e uma filmografia completa será distribuído ao público da mostra por meio do cartão fidelidade do CCBB Brasília. Após assistir a 5 sessões, o cliente pode trocar por um catálogo disponível na bilheteria.

Uma busca incessante pela beleza

A Cicatriz Interior (La Cicatrice intérieure, 1972) é exibido nesta sexta (2) Foto: Divulgação

Garrel teve a sua estreia no cinema aos 16 anos, com o curta Os Jovens Desajustados, filme que marca o prenúncio do seu estilo de fazer cinema. O cineasta continua a filmar em 35mm, formato que é privilegiado na mostra, além de também ser alimentada por obras de outros cineastas, com os quais Garrel dialogou.

Filho da Nouvelle Vague, o francês é considerando o integrante vivo mais  importante dentre  aqueles  que  surgiram  na sua geração. Ao captar e reproduzir discursos e gestos dos jovens que foram protagonistas de mudanças sociais na França em 1968, seu primeiro longa, Marie pela Memória  (Marie pour mémoire, 1967) é tido como uma das obras precursoras do movimento revolucionário por que passou a sociedade do seu país à época.

A atenção ao jogo do ator, a fotografia em preto e branco e um senso obstinado da beleza são marcas de um cineasta que manteve ao longo de cinco décadas de trabalho uma fidelidade intransigente aos seus princípios estéticos. Garrel se manteve fiel à película durante toda a sua carreira e este formato será privilegiado na extensa retrospectiva que trará cerca de 15 cópias em 35mm.

Programação
30/10 – terça
18h O ciúme | La Jalousie, 2013, França, p&b, 77’, digital
20h À sombra de duas mulheres | L’Ombre des femmes, 2015, França/Suíça, p&b, 73’, digital
31/10 – quarta
18h A fronteira da alvorada | La Frontière de l’aube, 2008, França/Itália, p&b, 103’, digital
20h10 Amante por um dia | L’Amant d’un jour, 2017, França, p&b, 76’, digital
01/11 – quinta
18h O nascimento do amor | La Naissance de l’amour, 1993, França/Suíça, p&b, 94’, digital
20h O vento da noite | Le Vent de la nuit, 1999, França/Itália/Suíça, cor, 92’, digital
02/11 – sexta
16h Marie pela memória | Marie pour mémoire, 1967, França, p&b, 85’, digital
18h Os jovens desajustados | Les Enfants désaccordés, 1964, França, p&b, 15’, 35mm
+ Direito a visita | Droit de visite, 1965, França, p&b, 15’, 35mm
+ O revelador | Le Révélateur, 1968, França, p&b, mudo, 67’, 35mm
20h10 A cicatriz interior | La Cicatrice intérieure, 1972, França, cor, 57’, 35mm
03/11 – sábado
15h Inocência selvagem | Sauvage innocence, 2001, França, p&b, 117’, digital
17h30 A fronteira da alvorada | La Frontière de l’aube, 2008, França/Itália, p&b, 103’,
digital
19h40 O berço de cristal | Le Berceau de cristal, 1975, França, cor, 80’, 35mm
04/11 – domingo
16h O Papai Noel tem os olhos azuis | Le Père Noël a les yeux bleus, Jean Eustache, 1966,
França, p&b, 47’, digital
17h30 A mãe e a puta | La maman et la putain, Jean Eustache, 1973, França, p&b, 204’,
digital
06/11 – terça
16h O vento da noite | Le Vent de la nuit, 1999, França/Itália/Suíça, cor, 92’, digital
18h Inocência selvagem | Sauvage innocence, 2001, França, p&b, 117’, digital
20h20 O nascimento do amor | La Naissance de l’amour, 1993, França/Suíça, p&b, 94’,
digital
07/11 – quarta
16h Amante por um dia | L’Amant d’un jour, 2017, França, p&b, 76’, digital – * Sessão
inclusiva
18h À sombra de duas mulheres | L’Ombre des femmes, 2015, França/Suíça, p&b, 73’, digital
20h O ciúme | La Jalousie, 2013, França, p&b, 77’, digital
08/11 – quinta
16h30 O Papai Noel tem os olhos azuis | Le Père Noël a les yeux bleus, Jean Eustache, 1966,
França, p&b, 47’, digital
18h A mãe e a puta | La maman et la putain, Jean Eustache, 1973, França, p&b, 204’, digital
09/11 – sexta
14h Screen Tests | Andy Warhol, 1964-66, EUA, p&b, mudo, 4’ (cada), 120’,16mm
16h30 Liberdade, a noite | Liberté, la nuit, 1983, França, p&b, 80’, 35mm
18h30 Beijos de emergência | Les Baisers de secours, 1989, França, p&b, 83’, 35mm
20h30 O berço de cristal | Le Berceau de cristal, 1975, França, cor, 80’, 35mm
10/11 – sábado
14h Screen Tests | Andy Warhol, 1964-66, EUA, p&b, mudo, 4’ (cada), 120’, 16mm
16h20 Marie pela memória | Marie pour mémoire, 1967, França, p&b, 85’, digital
18h Os jovens desajustados | Les Enfants désaccordés, 1964, França, p&b, 15’, 35mm
+ Direito a visita | Droit de visite, 1965, França, p&b, 15’, 35mm
+ O revelador | Le Révélateur, 1968, França, p&b, mudo, 67’, 35mm
20h O leito da virgem | Le Lit de la vierge, 1969, França, p&b, 114’, 35mm
11/11 – domingo
14h Screen Tests | Andy Warhol, 1964-66, EUA, p&b, mudo, 4’ (cada), 120’, 16mm
16h30 Imitação de cristo | Imitation of Christ, Andy Warhol, 1967, EUA, cor, 105’, 16mm
19h20 Um verão escaldante | Un Eté brûlant, 2011, França/Itália, cor, 95’, 35mm
13/11 – terça
16h Home Movie sobre O leito da virgem de Philippe Garrel | Home Movie autour du Lit de
la vierge de Philippe Garrel | Frédéric Pardo, 1968, França, cor, mudo, 40’, digital
17h20 Rua Fontaine | Rue Fontaine, 1984, França, cor, 17’, digital
+ Altas solidões | Les Hautes solitudes, 1974, França, p&b, mudo, 80’, 35mm
19h30 Ela passou algumas horas sob a luz do sol | Elle a passé tant d’heures sous les
sunlights…, 1984, França, p&b, 130’, 35mm
14/11 – quarta
14h30 A criança secreta | L’Enfant secret, 1979, França, p&b, 95’, 35mm
16h30 Um verão escaldante | Un Eté brûlant, 2011, França/Itália, cor, 95’, 35mm
18h30 Actua 1 | 1968, França, p&b, 7’, 35 mm
+ Os amantes constantes | Les Amants réguliers, 2005, França, p&b, 178’, 35mm
15/11 – quinta
15h30 Ela passou algumas horas sob a luz do sol | Elle a passé tant d’heures sous les
sunlights…, 1984, França, p&b, 130’, 35mm
18h30 Liberdade, a noite | Liberté, la nuit, 1983, França, p&b, 80’, 35mm
20h DEBATE após a sessão com a presença dos curadores Maria Chiaretti, Mateus Araújo e
do crítico e professor da Unb – Pablo Gonçalo
* Com tradução em libras
16/11 – sexta
15h Home Movie sobre O leito da virgem de Philippe Garrel | Home Movie autour du Lit de
la vierge de Philippe Garrel | Frédéric Pardo, 1968, França, cor, mudo, 40’, digital
16h30 O leito da virgem | Le Lit de la vierge, 1969, França, p&b, 114’, 35mm
18h30 A cicatriz interior | La Cicatrice intérieure, 1972, França, cor, 57’, 35mm
20h Já não ouço a guitarra | J’entends plus la guitare, 1991, França, cor, 98’, 35mm
17/11 – sábado
14h30 Rua Fontaine | Rue Fontaine, 1984, França, cor, 17’, digital
+ Altas solidões | Les Hautes solitudes, 1974, França, p&b, mudo, 80’, 35mm
16h40 A criança secreta | L’Enfant secret, 1979, França, p&b, 95’, 35mm
18h40 Liberdade, a noite | Liberté, la nuit, 1983, França, p&b, 80’, 35mm
20h 30 Beijos de emergência | Les Baisers de secours, 1989, França, p&b, 83’, 35mm
18/11 – domingo
15h30 Actua 1 | 1968, França, p&b, 7’, 35 mm
+ Os amantes constantes | Les Amants réguliers, 2005, França, p&b, 178’, 35mm
19h10 Já não ouço a guitarra | J’entends plus la guitare, 1991, França, cor, 98’, 35mm

* A classificação indicativa é 14 anos para todos os filmes da mostra, salvo A Mãe e a Puta e
Um Verão Escaldante cuja classificação é 16 anos.

Serviço
Até 18 de novembro. No Cinema do Centro Cultural Banco do Brasil (Setor de Clubes Esportivos Sul). Mais informações em bb.com.br/cultura. Ingresso: R$ 5 (meia-entrada para todos os públicos).

Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA