fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Três casas invadidas no Lago Sul no primeiro dia do ano

Câmeras de segurança flagraram a invasão de três casas no mesmo dia, logo após o réveillon, um piano elétrico foi roubado em uma das residências

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Cezar Camilo
[email protected]

A 10ª Delegacia de Polícia do Lago Sul investiga a invasão de três residências da região nobre do Distrito Federal no primeiro dia de 2021. Vizinhos foram acionados por um morador que deu falta de um instrumento dentro do seu estúdio. Ao analisarem as imagens da câmera de segurança do local, depararam-se com um rapaz bem vestido andando pelos lotes, um colado ao outro, à procura de pertences. O piano elétrico avaliado em mais de R$8 mil reais foi o bem mais caro levado pelos criminosos.

Os ladrões pularam o muro da primeira casa, a única desocupada no momento da invasão, por volta de 5h15 da manhã. Passaram pela residência ao lado e foram para uma terceira – onde estava o estúdio – atravessando cercas e cachorros de guarda que não responderam à presença dos assaltantes.

“Olharam a casa do meu vizinho e retiraram o piano. Voltaram para minha casa com o item em mãos, mexeram na mesa de réveillon ainda posta e saíram”, disse um dos moradores ao Jornal de Brasília.

As gravações do escritório de advocacia ao lado das residências invadidas mostram a hora que o assaltante deixa os lotes. Tem uma moto e um carro esperando o criminoso, o veículo sai e ele continua andando. “Temos dúvida se foram duas pessoas que entraram, as imagens mostram roupas diferentes [usadas pelo criminoso] em momentos diversos da gravação”, disse o morador que preferiu não se identificar. Outra dúvida quanto ao número de invasores é o peso do instrumento que eles levaram, “para a pessoa subir o muro com o piano sozinho seria muito difícil”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os assaltantes passaram ao lado da janela onde uma das vítimas dormia. O morador disse ter estranhado, depois de descobrir o fato, que os cachorros da casa não tivessem latido no momento da invasão. “Não sei o que ele fez com o cachorro para não ter latido”, disse. Ao total, foram sete cachorros em silêncio durante o ataque. “O alarme não pegou também porque o suspeito foi até o limite para o rastreio do aparelho”, ressaltou o morador do lago sul.

“A impressão que eu tenho é que foi um assalto encomendado. Ele vem da primeira casa, passa pela minha e vai direto para a outra com o estúdio do lado de fora – perto da piscina. Parece que ele foi direto na última residência pegar o que ele queria. Depois ele passa nas demais para ver o que tem dentro”, relata uma das vítimas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As ocorrências foram registradas na Delegacia de Polícia no dia seguinte, 2 de janeiro. O primeiro boletim foi às 00h25 e o outro às 00h27. A 10ª DP segue investigando o caso e divulgará novas informações assim que possível.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade