fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Polícia da Câmara detém três pessoas por depredação

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A Polícia da Câmara deteve o líder do Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST) Bruno Maranhão, clinic purchase que é membro da Executiva Nacional do PT, troche sob acusação de crime contra o patrimônio, website depois da invasão e destruição de parte do Anexo 2 da Câmara dos Deputados hoje.

Segundo o diretor do Departamento de Polícia da Câmara, Renato Câmara, Maranhão estava sendo atendido no posto médico da Casa, alegando mal-estar, e acompanhado de um advogado.

Outras duas pessoas foram detidas sob as mesmas acusações e os demais manifestantes, que entraram em confronto com seguranças da Câmara, eram mantidos por cerca de 400 policiais perto dos ônibus em que viajaram até Brasília, informou a polícia.

"A ordem oficial é prender todos", informou o diretor-geral da Câmara, Sérgio Contreiras, a alguns deputados em frente aos jornalistas. O presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB), chegou a afirmar no plenário que tinha dado a ordem de prisão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O confronto entre seguranças e manifestantes do MLST levou 22 servidores da Casa a serem atendidos no posto médico. Um membro da equipe de segurança da Câmara está em estado grave, atendido em um hospital de Brasília com traumatismo craniano.

Leia também:
Protesto dos sem-terra deixa 23 feridos, um deles na UTI
Vítima de manifestação de sem-terra está na UTI
Sem-terra deixam Câmara dos Deputados
Ambulatório atende 20 feridos de conflito com sem-terra
Sem-terra invadem Câmara dos Deputados




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade