fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Special K: dono de agropecuária é preso por tráfico de alucinógeno

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Clique aqui para receber as principais notícias da cidade via WhatsApp.

A Coordenação de Repressão às Drogas da Polícia Civil do Distrito Federal (Cord/PCDF) prendeu, na madrugada desta quarta-feira (30), quatros homens acusados dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico no DF e em Goiânia (DF). Os suspeitos eram envolvidos na fabricação e distribuição de uma droga chamada ketamina, também conhecida como cetamina e “Special K”. A substância é produzida por meio de um anestésico de uso veterinário que pode causar alucinações em seres humanos.

A ketamina pode ser encontrada em agropecuárias e pet shops. No entanto, só pode ser vendida com receita. De acordo com o delegado da Cord, Luiz Henrique Dourado, o tráfico desta substância tem crescido na Europa, principalmente em países como Espanha e Inglaterra, e também nos Estados Unidos. “No DF, o número de apreensões dessa nova droga tem aumentado exponencialmente”, completa.

Mesmo com as restrições, os suspeitos conseguiram comprar a droga sem qualquer dificuldade. Depois, a transformaram em pó, para ser utilizada como entorpecente, já que a ketamina é originalmente uma substância líquida. “A droga é considerada recreativa, pois provoca euforia e alucinações nos usuários”, conta o delegado. O entorpecente é usado geralmente em boates e festas de música eletrônicas, conhecidas como rave.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Entre os presos, está o proprietário de uma agropecuária de Taguatinga, M.S.M., 38 anos. Ele é acusado de ter vendido a droga para A.D.A.S, 33, que repassava para os outros dois investigados, M.D.S.,31, e D.A.N.,30. A dupla era responsável por transformar a substância em pô e distribuí-las a outras pessoas. Todo estão na carceragem da PCDF, onde ficam à disposição da Justiça.

Foto: Divulgação/PCDF




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade