Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Polícia Civil investiga morte de mulher no Guará

Agentes da 4ª DP procuram um casal que estava com ela momentos antes da morte. Investigações trabalham com as hipóteses de feminicídio, suicídio e acidente

Publicado

em

Publicidade

Willian Matos
redacao@grupojbr.com

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga o óbito de Rubiana Rosa dos Santos, de 44 anos, encontrada morta em uma oficina na QE 40, no Guará, na última segunda-feira (21). Ela estava na companhia de um casal momentos antes da morte.

Rubiana e o casal estavam juntos em um apartamento localizado no prédio ao lado da oficina na qual ela apareceu morta na segunda. O delegado-chefe da 4ª Delegacia de Polícia (Guará), João Maciel, comentou a respeito. “Ouvimos algumas pessoas, mas precisamos localizar um casal que estava com ela antes do fato. Descobrimos que eles são donos do apartamento onde a vítima estava, e que tiveram uma discussão 30 minutos antes da morte. Acreditamos que eles possam explicar o que houve, se é um acidente, homicídio, se ela pulou…”, afirmou.

Os agentes trabalham com as hipóteses de homicídio, suicídio e acidente. “Ela caiu em pé, teve fratura exposta no tornozelo, quebrou o pé na queda. Pode ter escorregado também. Parece que se segurou nos grilhões e nas telhas na descida. A queda foi muito rente ao prédio. Seria difícil uma pessoa jogá-la de lá, a queda seria mais afastada”, explicou Maciel.

Rubiana deixa três filhos e um neto. Ela morava no Guará, duas ruas acima da oficina onde foi encontrada morta.


Você pode gostar
Publicidade