fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Parapan começa com revezamento inédito da tocha

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Pela primeira vez na história, foi realizado o revezamento da tocha Parapan-americana. O evento foi aberto na manhã de hoje, no Monumento aos Pracinhas, que fica no Aterro do Flamengo.

A tocha foi acesa na chama eterna, um fogo que queima permanentemente no local, representando o sacrifício dos combatentes que morreram durante a Segunda Guerra Mundial.

Para o presidente do Comitê Organizador dos Jogos Pan-americanos, Carlos Nuzman, o campeonato inaugura uma nova era no movimento paraolímpico das Américas.

Segundo ele, a participação dos atletas será uma demonstração de esforço, vontade e superação. Ele assegurou que o comitê está disponibilizando a mesma estrutura usada nos Jogos Pan-americanos e que todos os locais têm acessibilidade para os atletas com deficiência.

O presidente do Comitê Paraolímpico das Américas, Andrew Parsons, acendeu a tocha na chama eterna, destacando a emoção, como brasileiro e carioca, de participar do evento.

Na avaliação dele, a realização do Parapan logo depois da edição dos Jogos Pan-americanos é o reconhecimento ao trabalho dos atletas. “Essa edição do Parapan vai mudar o movimento paraolímpico nas Américas”.

O primeiro atleta a carregar a tocha pelas ruas do Rio foi o maratonista Antônio Maciel, que perdeu as pernas em um acidente de carro e hoje usa próteses para praticar o esporte. “Ser o primeiro a fazer a abertura dos jogos é muito emocionante, não tenho nem palavras”.

O esportista José Hernane também participou do revezamento. Ele teve que amputar as duas pernas há oito anos por causa de um derrame. Hoje, pratica remo e natação.

Para Hernane, a realização do Parapan no Rio deve servir como estímulo a outras pessoas com deficiência. “Hoje um dia você não pode achar que porque é deficiente vai ficar dentro de casa. Tem mais é que ir em frente”.

Após ser acesa no Aterro do Flamengo, a tocha foi conduzida por atletas e personalidades por diversos pontos do Rio de Janeiro. O roteiro inclui a travessia de barco pela Baia da Guanabara, o Pão de Açúcar e as praias da cidade.

A abertura oficial do evento será amanhã (12), na Arena Multiuso. As disputas começam na segunda-feira e vão até o dia 19 de agosto. Cerca de 1,3 mil atletas de 25 países vão competir em dez modalidades.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade