fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Médica desaparecida volta para casa, na Asa Sul

Idosa de 77 anos saiu de casa vestindo apenas uma camisola branca, sem celular, carro e documentos. Filho relata dificuldade de isolamento

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

A médica patologista que estava desaparecida desde segunda-feira (30), voltou para casa. Jane Lenzi, 77 anos, saiu de casa, na 403 Sul, usando apenas uma camisola branca.

A 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) registrou o caso. Segundo a DP, a médica deixou pertences como bolsa, telefone e documentos em casa. Saiu a pé, deixando, também, o carro.

Jane voltou desidratada, com taxa de açúcar no sangue baixa e com algumas escoriações. Contudo, ela não teve contato com ninguém, como explica o filho Henry Lenzi. “Não teve contato interpessoal. Só ficou andando e, aparentemente, caiu. Estava com a roupa muito suja”, afirmou Henry, que mora em Porto Alegre e chegou a Brasília nesta terça (31).

Henry cita a dificuldade de se cumprir o isolamento social recomendado por órgãos de saúde. “Este isolamento social é difícil. É necessário para preservarmos vidas, mas com idosos que moram sozinhos é brutal”, disse o filho.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade