Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Justiça nega pedido de absolvição sumária de assassinas no Caso Rhuan 

Segundo o juiz, a defesa das acusadas não apresentou provas que embasassem a tese apresentada

Publicado

em

Publicidade

Da Redação
redacao@grupojbr.com

A defesa da mãe da vítima, Rhuan Maycon da Silva Castro, de 9 anos, Rosana Auri da Silva Cândido, 27, e a companheira dela, Kacyla Priscyla Santiago Damasceno Pessoa, 28, entrou com pedido de absolvição sumária. Contudo, como o advogado das suspeitas não apresentou provas que pudessem embasar a tese, a Justiça negou o recurso e elas continuarão presas até julgamento no Tribunal do Júri de Samambaia.

Conforme a decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), a defesa das acusadas se apoiou no artigo 397 do Código de Processo Penal para o pedido. Mas, segundo o TJDFT, o material que consta na denúncia contra as acusadas não é suficiente para fundamentar o pedido.


Você pode gostar
Publicidade