fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Justiça condena homem que matou companheira com 40 facadas no DF

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Um homem foi condenado a 18 anos de prisão por ter matado a companheira, no Distrito Federal. Daivson Feitosa Campos assassinou Flávia da Silva a facadas em novembro de 2016, no Guará.

Segundo a denúncia do Ministério Público, Daivson e Flávia mantinham um relacionamento. Após uma discussão, o ele desferiu 40 facadas contra a companheira e fugiu, deixando-a sangrar por horas até morrer.

Leia também: PM mata ex-namorada e professor de academia no DF

Moradores da residência localizada no mesmo lote do local dos fatos foram testemunhas no caso. Eles relataram que o casal estava discutindo, momento em que ouviram a vítima gritar por socorro. Quando entraram na residência da vítima, verificaram que ela estava gravemente ferida e que havia bastante sangue pelo chão e pelas paredes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As testemunhas afirmaram também que viram o acusado sair correndo da residência da vítima e pular o portão da frente da casa.

Em seguida, de acordo com os autos, o autor foi até a casa de sua mãe. Ali, escreveu uma carta, a abraçou fortemente e pediu desculpa para ela e para toda a família. Ele disse que naquele momento dava adeus a todos. Em seguida, fugiu “somente com a roupa do corpo”. Daivson se apresentou à polícia apenas dois dias após os fatos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O acusado foi condenado por homicídio triplamente qualificado. Os jurados acolheram as qualificadoras apresentadas pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

Segundo a denúncia, o crime foi cometido por meio cruel, de forma que dificultou a defesa da vítima e em razão da condição do sexo feminino em contexto de violência doméstica e familiar (feminicídio).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade