Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Ibaneis assina acordo para revitalizar Setor Hospitalar Sul

Por meio do acordo, a iniciativa privada financiará toda a execução do projeto urbano de revitalização, desenvolvido por arquitetos da Seduh

Publicado

em

Foto: Renato Alves / Agência Brasília
Advertisements

Da Redação
redacao@grupojbr.com

Na manhã desta quinta-feira (19), o Governo do Distrito Federal (GDF) firmou mais uma parceria com a iniciativa privada para o programa Adote uma Praça. Agora, as mudanças vão chegar ao Setor Hospitalar Sul (SHS), que passará por revitalização com investimentos de dois grupos empresariais: a Rede D’Or e o Hospital Santa Lúcia.

“Estamos colocando em prática, com apoio dos empresários, diversos projetos de melhoria do DF, e isso está fomentando o desenvolvimento, gerando, além das benfeitorias, emprego e renda”, destacou o governador Ibaneis Rocha, durante a cerimônia de assinatura do termo de cooperação entre o GDF e os dois grupos hospitalares.

Por meio do acordo, a iniciativa privada financiará toda a execução do projeto urbano de revitalização, desenvolvido por arquitetos da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh). No croqui estão obras de recuperação de calçadas e estacionamentos, melhorias na pavimentação e reestruturação de pontos livres para acesso aos transeuntes. Segundo o secretário de Projetos Especiais, Everardo Gueiros, um quinto do total de investimentos será destinado ao reforço da iluminação pública.

Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Benefícios para todos

Representante da Rede D’Or, o empresário Jefferson Clock elogiou o projeto de revitalização do SHS. “Até o comércio dos quiosques e ambulantes vai melhorar”, adiantou. “É um projeto encantador, e estamos investindo em melhorias para o dia a dia de todos”.

Representante do Hospital Santa Lúcia durante a solenidade, o médico Rafael Leal lembrou que a inciativa de revitalizar o setor é um desejo antigo do empresariado. “Há anos estamos tentando viabilizar essa reforma, mas finalmente, agora, encontramos esse caminho”, valoriza.

“As palavras de ordem são criatividade e parcerias, porque o orçamento público não consegue fazer todas as obras e dar o retorno de tudo aquilo que a população precisa”, explicou o presidente da Câmara Legislativa, deputado Rafael Prudente. Em sua avaliação, o projeto Adote uma Praça é um dos caminhos possíveis e inteligentes de superar as dificuldades econômicas e financeiras não só do Distrito Federal, como também do Brasil.

Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Bons resultados

O Adote uma Praça foi lançado pelo governador Ibaneis Rocha em 17 de maio, tempo a partir do qual várias parcerias já foram feitas entre a administração direta e a iniciativa privada.

É o caso da revitalização do estacionamento da QI 15, no Lago Sul, realizada a partir do acordo de cooperação da administração regional e o Hospital Brasília. Ainda no Lago Sul, o governo também conseguiu firmar parceria com a Escola das Nações, que está patrocinando a construção de um estacionamento público e de jardins na área ao redor da sua sede.

Em Sobradinho, Taguatinga e Águas Claras, também há ações pontuais do projeto, com a recuperação de mobiliários urbanos. No Sudoeste, o Colégio Jardim Botânico assumiu a responsabilidade de bancar a construção de um estacionamento na EQSW 101/102. Todos as plantas de reforma ou construção resultantes das parcerias com a iniciativa privada são desenvolvidas pela coordenação de projetos da Seduh.

 

Com informações da Agência Brasília


Você pode gostar
Publicidade