fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Homem tenta matar a esposa com régua de puxar concreto

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Um homem foi preso na noite deste domingo (21), no Itapoã, por tentativa de feminicídio. Segundo a Polícia Militar, o pedreiro de 34 anos chegou em casa transtornado, pegou uma faca e começou a riscar uma parede e utensílios domésticos, ameaçando a esposa.

Em seguida, ele pegou uma régua de puxar concreto, de aproximadamente dois metros, partiu para cima da companheira e começou a agredi-la. Durante o ataque, ele gritava, dizendo que iria matá-la. A vítima foi golpeada na cabeça, nas pernas e nos braços. Ferida, ela conseguiu fugir para a casa de uma vizinha, que acionou a PMDF.

Os militares chegaram rapidamente no local e prenderam o criminoso na porta da casa em que a mulher estava abrigada. O portão e a porta estavam trancados, mas o homem tentava entrar na residência.

A mulher passou por atendimento médico, foi liberada e levada para a 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá), junto com o agressor, para prestar depoimento. Diante das graves lesões e do depoimento colhido, o delegado autuou o homem por tentativa de feminicídio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Feminicídio

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, dados apontam uma média de quase 40 vítimas diárias de feminicídio tentado ou consumado e violência doméstica no DF. De janeiro a setembro de 2017, último mês com dados disponibilizados, houve 10.810 casos de violência doméstica, 14 de feminicídio e 49 tentativas de homicídio contra mulheres. A média é de 1.208 agressões mensais ou 39 casos diários.

Feminicídio passou a constar no Código Penal como circunstância qualificadora do crime de homicídio com a Lei 13.140, aprovada em 2015. A mudança incluiu os assassinatos motivados pela condição de gênero da vítima no rol dos crimes hediondos, o que aumenta a pena de um terço até a metade da determinada ao autor do crime.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade