fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

GDF tem nova vitória judicial e comércio não essencial permanecerá aberto

Com isso, permanece liberado o decreto que permite a reabertura de salões de beleza, academias e restaurantes, além do cronograma para a retomada das aulas na rede pública e particular

Avatar

Publicado

em

salões
PUBLICIDADE

Após o desembargador Eustáquio de Castro acatar o pedido do GDF e suspender a decisão liminar que interrompeu a reabertura dos serviços não essenciais, na última quinta-feira (9), foi a vez do presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), desembargador Romeu Gonzaga Neiva, acatar recurso, nesta sexta-feira (10).

Com isso, permanece liberado o decreto que permite a reabertura de salões de beleza, academias e restaurantes, além do cronograma para a retomada das aulas na rede pública e particular.

Por uma ação popular impetrada pelo advogado e ex-candidato ao Senado pelo PSol Marivaldo Pereira, o jornalista Hélio Doyle, o cientista político Leandro Couto e o integrante do Conselho de Saúde Rubens Bias Pinto, o TJDFT havia suspendido, na quarta (8), o decreto assinado por Ibaneis Rocha que permitia a retomada das atividades nesta e na próxima semana.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade