fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

GDF assume obras de drenagem de águas pluviais, na BR-060

Erosões surgiram em vários trechos da pista. Previsão é de que os trabalhos comecem em 15 dias. O lugar era de responsabilidade de uma concessionária

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Os moradores das quadras próximas à BR-060, em Samambaia, podem ficar mais tranquilos. O Governo do Distrito Federal (GDF) assumirá as obras na região, que estava ocasionando uma erosão. Esta semana, a Administração Regional de Samambaia, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) se reuniram para elaborar o planejamento estratégico para a execução dos serviços, que deve começar em 15 dias.

Segundo o diretor de Urbanização da Novacap, Sérgio Lemos, a elaboração da proposta de drenagem de águas pluviais – doada pelo Clube de Engenharia de Brasília – prevê a instalação de uma galeria subterrânea ao longo do trecho crítico da rodovia. “E, também, a ampliação dos pontos de captação e a implantação de uma rede de drenagem, na via que separa as quadras 319 a 327 e 519 a 527 da cidade”, informa.

Fauzi Nacfur, diretor-geral do DER, lembra que, apesar do local ser de responsabilidade da concessionária da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) – responsável pela BR-060 –, o GDF intervirá, em uma ação integrada com alguns órgãos. “Como a empresa não se mobilizou, nosso objetivo é recuperar a erosão e manter a segurança de todos que transitam pelo local”, explica.

Para o administrador de Samambaia, Gustavo Aires, a ação do governo local é uma vitória para a população. “O governador Ibaneis Rocha não tem medido esforços para atender às demandas e, o principal, trabalhado para a segurança da comunidade”, reforça Aires.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Histórico

Em 2014, a empresa Triunfo Concebra recebeu a concessão de trecho da BR-060, mas devido às chuvas intensas, erosões foram formadas nas laterais da pista principal, além do  sistema de drenagem pluvial, que é insuficiente para o local. A mobilidade de pedestres e motoristas ficou comprometida. Assim que foram identificadas as primeiras falhas no projeto, a Administração Regional de Samambaia oficializou os órgãos competentes, que, prontamente, vistoriaram o lugar. Após a conclusão do laudo, a Concessionária Triunfo foi notificada para tomar providências.

Desde 2019, o governo local estava em tratativa com a empresa, juntamente com a ANTT e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para solucionar o problema. Porém, para garantir a segurança da população, evitando fortes enxurradas, o GDF decidiu assumir intervenções paliativas, mesmo não sendo de responsabilidade do poder executivo local.

Defesa Civil

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Defesa Civil foi acionada para fazer a vistoria. Durante o procedimento foi constatada a mudança imediata de abrigos de ônibus e postes de iluminação pública para as proximidades da rodovia, interditando a área. Além disso, a Secretaria de Mobilidade (Semob) já estuda novas rotas das linhas de ônibus para não prejudicar os passageiros.

Durante o encontro com os gestores, ficou decidido que as primeiras intervenções vão ocorrer nos próximos 15 dias, instalando bacias de contenção de forma a amenizar os efeitos da chuva. Porém, obras de grande extensão já estão em planejamento, como galerias pluviais, para resolver de vez a situação. A licitação dessa obra está prevista para ser publicada no primeiro semestre do próximo ano.

As informações são da Agência Brasília




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade