fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Em isolamento criativo

Em tempo de confinamento, plataformas oferecem opções gratuitas de cursos

Lucas Neiva

Publicado

em

PUBLICIDADE

Diante da recomendação dos órgãos de vigilância sanitária para que a população evite sair de casa e da suspensão de atividades em órgãos públicos e privados, uma série de iniciativas dentro e fora de Brasília optaram por disponibilizar cursos on-line e atividades escolares gratuitos para que o tempo gasto em quarentena não seja desperdiçado. A oferta de cursos virtuais veio acompanhada de medidas aplicadas pelas operadoras de internet para melhorar as condições no período de confinamento.

Para quem procura cursos profissionalizantes, a Fundação Getúlio Vargas disponibilizou 55 cursos em sua plataforma de ensino online. Os cursos são de áreas diversas, com destaque para administração, gestão financeira e Direito. Todos os cursos disponibilizados possuem certificação, podendo ser utilizados por estudantes universitários para a contagem de horas complementares.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) também oferece cursos gratuitos em sua plataforma virtual. São 12 cursos, voltados tanto para administração quanto para tecnologia, todos com certificação. Na área de tecnologia também foram disponibilizados 40 cursos gratuitos por parte da Udemy, com foco em programação de software.

A suspensão de atividades também vale para a aplicação das provas de concurso público. E diante da prorrogação dos concursos, o Gran Cursos também disponibiliza aulas à distância gratuitas até amanhã de preparação para o concurso da Procuradoria Geral do Distrito Federal. As aulas serão dadas por meio de transmissão ao vivo no Youtube, e a inscrição pode ser feita no site do curso.

Para o ensino infantil, a plataforma Kinedu disponibiliza até o dia 15 de abril mais de 1800 de atividades gratuitas voltadas para o desenvolvimento de crianças de 0 a quatro anos. A plataforma pode ser acessada por meio do navegador ou do aplicativo da startup.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Estudantes de línguas também podem contar com a plataforma gratuita criada pela Casa Thomas Jefferson para o ensino de inglês à distância no período de confinamento tanto para alunos quanto para não-alunos, a Thomas Open Resources. Além de exercícios, a plataforma oferece encontros virtuais entre alunos e transmissões ao vivo com professores para esclarecimento de dúvidas.

A academia Smart Fit também oferece serviços gratuitos à distância. Em seu site, oferecem uma plataforma gratuita para o ensino à distância de exercícios físicos que podem ser feitos em casa. E para cuidados com a saúde, o site Panelinha vai oferecer aulas diárias via streaming sobre alimentação saudável, às 21:30. Os espectadores ainda poderão tirar dúvidas pelo perfil do site no Instagram.

Algumas operadoras de internet adotaram medidas para facilitar a vida de clientes que pretendam dedicar o tempo de confinamento aos estudos. A Claro e a TIM vão oferecer um bônus diário de 100MB para usuários de rede móvel, com a condição de que o cliente assista aos vídeos de prevenção disponibilizados pelo Ministério da Saúde. Além disso, a Claro vai acelerar a velocidade da banda larga em horários que antes eram ociosos, para não gerar problemas para quem for estudar ou trabalhar pela internet.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade