fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Campanha com ações de combate ao coronavírus destinou R$ 3 milhões para o DF

Instituições do Distrito Federal receberam recursos para aquisição de alimentos e produtos de limpeza e higiene

Avatar

Publicado

em

Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Desempenhando uma série de ações no combate e prevenção ao novo coronavírus, a campanha Proteja e Salve Vidas da Fundação Banco do Brasil destinou, ao Distrito Federal, recursos para mais de 58 instituições. Elas receberam recursos para aquisição de alimentos e produtos de limpeza e higiene, com valor investido nas ações de R$ 3,1 milhões. Até o momento, 127 mil pessoas foram impactadas, com atendimento a 34 mil famílias em situação de vulnerabilidade social que receberam em doações 680 toneladas de alimentos e 170 mil itens de higiene e limpeza.

A ação apoia entidades privadas sem fins lucrativos de assistência social e de saúde. As regiões administrativas atendidas são:

  • Candangolândia
  • Ceilândia
  • Estrutural
  • Gama
  • Guará
  • Itapoã
  • Núcleo Bandeirante
  • Paranoá
  • Planaltina
  • Pôr do Sol
  • Recanto das Emas
  • Riacho Fundo I e II
  • Samambaia
  • Santa Maria
  • Sol Nascente
  • São Sebastião
  • Taguatinga
  • Varjão

A Caritas Arquidiocesana de Brasília recebeu o investimento de R$ 110 mil para realizar doações de cestas de alimentos e materiais de higiene para 4 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social no Distrito Federal.

“Acreditamos que neste momento é necessário colocar nossas estruturas a serviço das pessoas que mais precisam e criar parcerias que possam ajudar os brasileiros a serem sujeitos da própria história. Nosso agradecimento à Fundação Banco do Banco do Brasil e sua contribuição com 1 mil cestas básicas, que foram distribuídas nas Regiões administrativas Sol Nascente e Recanto das Emas. Envolvemos a comunidade local, congregações ali existentes, igrejas e pastorais sociais de várias denominações. As cestas foram adquiridas nos mercados da própria região dinamizando e fortalecendo o comercio local e promovendo a integração dos proprietários com a comunidade”, destaca Paulo Henrique de Morais, diretor executivo da Cáritas Arquidiocesana de Brasília.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade