fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Caesb realizará interligação do novo reservatório de água de Brasília

Fornecimento de água será interrompido na Asa Norte nesta terça-feira (7)

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Na próxima semana, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) realizará uma nova interligação do novo reservatório de água potável de Brasília, o que garantirá uma melhoria nas condições de abastecimento.

Para executar o serviço, será necessário interromper o fornecimento de água das 6h de terça-feira (7) às 6h de quarta-feira (8), nas seguintes localidades: todas as quadras da Asa Norte, incluindo Setor Hoteleiro Norte, Setor de Hotéis de Turismo Norte (SHTN), SDN (inclusive Conjunto Nacional), Hospital da Asa Norte (Hran), SCN, SBN, Ministérios e Anexos (lado Norte), Vila Planalto, UnB, Setor de Clubes Norte, Palácio da Alvorada e Rodoviária do Plano Piloto.

Caso haja necessidade, as unidades de saúde da região afetada serão atendidas com caminhão-pipa. A Companhia informa, ainda, que toda unidade usuária deverá contar com reservatório (caixa d’água) que comporte um volume mínimo correspondente ao consumo médio diário de água, de acordo com o artigo 50 da Resolução da Adasa nº 14, de 27 de outubro de 2011.

Com isso, os usuários não deverão ser afetados pela interrupção no fornecimento de água. Segundo o Parágrafo Único, o usuário é responsável pela limpeza e desinfecção da instalação predial de água e do reservatório predial antes da ligação definitiva de água, e posteriormente pela limpeza e desinfecção semestral do reservatório predial.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os novos reservatórios

Em funcionamento desde 1960, o Reservatório da Estação de Tratamento de Água Brasília conhecido como R1 chegou ao final de sua vida útil de 50 anos. No lugar dele, dois novos reservatórios metálicos de 15.000 m³ cada estão sendo erguidos, ampliando a capacidade atual de 20.000m³ para 30.000m³. Atualmente, o R1 opera com 70% de sua capacidade nominal.

Com recursos do BID, a obra conta com investimento de R$ 35 milhões e teve início em fevereiro do ano passado, a partir da construção dos reservatórios metálicos de aço carbono aparafusados.

Os novos reservatórios vão possibilitar o aumento da disponibilidade hídrica à população que já é abastecida pela ETA Brasília, local onde eles estão abrigados. E ainda vai permitir a diminuição do risco de falta d’água, devido ao aumento da capacidade de reservação. A implantação proporcionará maior segurança operacional, flexibilidade, robustez e maior autonomia na operação do sistema, além de exigir menor manutenção.

Com informações da Agência Brasília 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade