Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

TJDFT determina volta para Papuda de advogado que tentou atropelar servidora

O caso aconteceu no Lago Sul. O réu tentou atropelar propositalmente a vítima na frente do marido e do filho, de 8 anos

Acusado de tentativa de homicídio da advogada e servidora pública Tatiana Matsunaga, o advogado Paulo Ricardo Milhomem deve voltar para uma cela comum do Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, por determinação do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT), na tarde desta quinta-feira (23).

O caso aconteceu no Lago Sul. O réu tentou atropelar propositalmente a vítima na frente do marido e do filho, de 8 anos.

Com um habeas corpus impetrado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF), e com a garantia de uma cela especial, Milhomem estava preso em sala do Estado Maior, dentro do 19º Batalhão da Polícia Militar (BPM).

Entretanto, de acordo com o relator do caso na 2ª Turma Criminal, desembargador Roberval Belinati, o fato de a carteira profissional de Paulo Ricardo estar suspensa por 90 dias, acaba com a prerrogativa de detenção privilegiada. O jurista foi acompanhado pela maioria dos colegas.








Você pode gostar