Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

STJ nega pedido de Arruda de suspensão das condenações

Com a decisão, o ex-governador Arruda continua inelegível para cargos públicos, e não poderá participar das eleições deste ano

Por Camila Bairros 24/06/2022 8h21

Após receber uma resposta negativa ao pedido de anulação da inelegibilidade de oito anos feito ao Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT), imposta a ele em uma condenação por improbidade administrativa, Arruda foi ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) atrás de outra resposta.

Entretanto, o final foi o mesmo, e o STJ negou o pedido do ex-governador José Roberto Arruda (PL). Com a decisão, os direitos políticos de Arruda seguem suspensos, ou seja, ele não poderá concorrer a nenhum cargo público nestas eleições.

A defesa do ex-governador do DF entrou com o pedido com base em modificações legais que tornariam mais brando o tratamento a agentes públicos processados por improbidade. Mas o ministro Gurgel de Faria declarou não ter competência para conceder o pedido, e julgou que quem deve analisar o caso é o Supremo Tribunal Federal (STF).








Você pode gostar