Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Segurança realizou quase 4 mil atendimentos em Samambaia

A cidade também contou com a edição de aniversário da Operação Quinto Mandamento, que resultou na abordagem de mais de trezentas pessoas

A Cidade da Segurança Pública, da Secretaria de Segurança Pública, realizou, até o último sábado (31), quase quatro mil serviços de promoção da cidadania e orientações na Samambaia. Entre os atendimentos estão emissões de carteira de identidade e de trabalho, além de serviços das forças de segurança e outros órgão do GDF.

A cidade também contou com a edição de aniversário da Operação Quinto Mandamento, que resultou na abordagem de mais de trezentas pessoas entre a última sexta-feira (30) e domingo (1º). Na semana, foram entregues instrumentos musicais à escola de gestão compartilhada da região, o Centro de Ensino Fundamental 407.

Veículos abandonados foram retirados das ruas da cidade, por meio da operação DF Livre de Carcaças, e quase quinhentas toneladas de lixo foram recolhidas. As forças de segurança – polícias Civil, Militar, Corpo de Bombeiros e Detran-DF reforçaram o efetivo e ações na região, com apoio de instituições parceiras, como a Secretaria de Administração Penitenciária (SEAPE), que reforçou a fiscalização de apenados, e, ainda, do Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF) e Polícia Rodoviária Federal (PRF), por meio de ações de fiscalização de trânsito.

“Foram dias intensos de trabalho e de proximidade muito grande com a população local, o que atende o direcionamento do governador Ibaneis Rocha, em se fazer um governo horizontal e próximo da população do DF. O principal foco da CSP é o aumento do policiamento e de ações de repressão e prevenção da criminalidade, junto à promoção da cidadania. Desta forma, preparamos uma programação especial e verificamos uma participação muito grande dos moradores no dispositivo montado na Feira Permanente da cidade. Foram quase quatro mil atendimentos em quatro dias, ou seja, praticamente mil pessoas atendidas diariamente. Isso mostra que a programação definida a partir do levantamento prévio realizado foi bastante satisfatória, pois conseguimos identificar as necessidades apresentadas pela região”, avalia o secretário de Segurança, delegado Júlio Danilo.

A CSP tem formato itinerante e integra o programa estruturante da Segurança Pública local – o DF Mais Seguro. O projeto conta com a participação ativa e integrada, das forças de segurança e demais órgãos e instituições parceiras.

Nesta edição, contou, ainda, com a atuação das Secretarias da Mulher (SM), de Saúde (SES), por meio da Vigilância Ambiental, de Desenvolvimento Social (Sedes) e DF Legal, com o Banco de Brasília (BRB), Neoenergia BSB, Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Caesb, SESI e Administração Regional de Samambaia.

O titular da pasta, acompanhado da equipe de gestores da SSP/DF, visitou todos os equipamentos de Segurança Pública de Samambaia. “Este contato mais próximo foi essencial para implementação do projeto na região, para reavaliação de rotinas para emprego operacional, bem como para entender melhor a estrutura e funcionamento de delegacias e batalhões. Tivemos um retorno muito positivo dessas visitas, que foram realizadas como apoio e acompanhamento dos chefes de cada corporação”, ressalta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A iniciativa foi elogiada pelos comandantes regionais, como afirma o delegado-chefe da 26º Delegacia de Polícia, Rodrigo Larizzatti. “Tivemos a oportunidade de conhecer o secretário e sua equipe e o efeito não poderia ter sido melhor. É claro que o secretário tem todas as suas atribuições e responsabilidades do cargo para o desenvolvimento de políticas públicas e os policiais que estão na linha de frente são a outra ponta, quem executa essas políticas. Portanto, estreitar a distância entre o gestor quem executa essas políticas tem um resultado muito proveitoso. Os policiais se sentiram acolhidos e prestigiados”. O comandante dos grupamentos na região de Samambaia – 12º, 37º e Sierra III – major Daniel Saraiva, também elogiou a medida. “O secretário e a equipe passou o dia conosco, conhecendo nosso trabalho de perto. Isso nos deixou muito honrados”

Mais segurança

Para alcançar um dos principais objetivos da CSP, que é a redução dos índices criminais, também foi realizada a Operação Quinto Mandamento, entre sexta-feira (30) e domingo (1º). Foram empregados 259 servidores, que chegaram a realizar 321 abordagens pessoais. “Este foi mais um reforço no policiamento, independente das ações ordinárias de cada força de segurança”, explica o secretário Executivo de Segurança Pública, delegado Milton Neves.

A PMDF, por meio do batalhão local – o 11º – e tropas especializadas, como o Batalhão de Policiamento com Cães (BPCães), Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (ROTAM), batalhões de Policiamento de Trânsito (BPTran) e Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPRv), reforçou o policiamento na área.

“Distribuímos policiais em todo o perímetro. Além dos militares lotados no batalhão, contamos com apoio de tropas especializadas e de alunos do Curso de Formação de Praças (CFP VII) e cadetes, por meio do estágio supervisionado. Realizamos ações de fiscalização de veículos em entradas e saídas da região, junto aos órgãos de trânsito locais e da PRF, devido à proximidade com a BR-060”, explica o comandante do 11º Batalhão da PMDF, responsável pela região, tenente-coronel Luciano Araújo.Por meio da Gerência de Fiscalização de Custodiados (Gefic), a SEAPE intensificou o monitoramento de imposições penais de sentenciados – regime aberto, prisão domiciliar, livramento condicional e regime semiaberto beneficiado com trabalho externo. Os policiais penais realizaram 423 fiscalizações.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Enfrentamento da violência doméstica e família

Como parte das ações de enfrentamento da violência doméstica e familiar da CSP, foi realizado um encontro com lideranças religiosas de Samambaia. O objetivo foi dar início à capacitação de líderes e articuladores sociais para que saibam identificar situações de violência e para dar encaminhamentos à rede de atendimento e de denúncia, quando necessário.

“A ação integra a Aliança Distrital de Instituições Religiosas e Sociais, projeto lançado pela SSP/DF em fevereiro deste ano. Essas lideranças, após capacitação, poderão atuar como multiplicadores no enfrentamento da violência de gênero, pauta prioritária para a Segurança Pública e para o Governo do Distrito Federal. Essas pessoas atuam de forma muito próxima à população, sendo, sem dúvida, uma forma de fortalecimento das ações e serviços já empregados”, destaca o secretário.

Quase 4 mil atendimentos

As ações voltadas para promoção da cidadania ocorreram até sábado (31), no dispositivo que funcionou na Feira Permanente. Durante quatro dias, entre 9h e 14h, foram realizados 3.757 atendimentos, entre emissão de carteira de identidade e trabalho, orientações realizadas sobre programas das forças de segurança – como Deam Móvel, Provid e Proerd, palestras, oficinas, visitas ao Museu Itinerante de Drogas, ações educativas, impressão de segunda via de conta luz, entre outros. “Definimos a programação por meio de um estudo prévio que mostrou as necessidades da região. Foram dias muito gratificantes, pois a população participou ativamente das atividades, o que mostra que conseguimos, de fato, captar as necessidades dos moradores”, comemora o subsecretário de Prevenção à Criminalidade, Sávio Ferreira.

Limpeza da cidade

A Unidade de Políticas Públicas (UPP), da SSP/DF, realizou a identificação prévia de desordens – como lixo e entulho descartados incorretamente, mato alto e falta de iluminação adequada. Por meio das ações realizadas pela Administração Regional e SLU, alinhados aos órgãos do GDF, foram recolhidas 466 toneladas de entulho, inservíveis e restos de poda de árvores. A cidade recebeu também aumento de varrição de ruas, lavagem de paradas de ônibus e de monumentos, manutenção das bocas de lobo e retirada de plantas que estavam invadindo o asfalto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Operação DF Livre de Carcaças também fez parte das ações de limpeza da cidade. Foram retiradas dez carcaças. “Já estivemos outras vezes em Samambaia. Com a ação durante a Cidade da Segurança Pública, chegamos à marca de cem veículos abandonados retirados das ruas da região, desde o lançamento, em fevereiro de 2020”, completa o coordenador dos Conselhos de Segurança na SSP/DF, Marcelo Batista.

A ação é essencial para a cidade, como afirma o administrador local Gustavo Aires. “As equipes da DF Livre de Carcaças já estiveram em Samambaia e essa ação tem contribuído com a redução fortemente com a redução dos casos de dengue e ainda incide na maior sensação de segurança dos moradores”.

O Detran também intensificou as ações de engenharia de trânsito na cidade, com revitalização da sinalização horizontal e vertical, especialmente as faixas de pedestres. ”Já vínhamos mapeando a área de Samambaia e estamos realizando os ajustes finais, com a pintura e revitalização de sinalização de trânsito, principalmente em frente às escolas, com foco no retorno às aulas que ocorrerá nos próximos dias”, ressalta o diretor de Policiamento e Fiscalização de Trânsito, Glauber Peixoto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Instrumentos musicais

Como parte das ações do programa CSP, foram entregues os primeiros instrumentos musicais destinados às escolas cívico-militares do Distrito Federal. O Centro de Ensino Fundamental 407 (CEF 407) recebeu 72 equipamentos, entre flautas, surdos e clarinetes. O material será utilizado para aulas e formação de bandas musicais e orquestras nas unidades escolares no retorno das aulas presenciais, marcadas para agosto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Reunião com empresários

Representantes do setor produtivo de Samambaia puderam apresentar ao secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo, e ao administrador regional de Samambaia, Gustavo Aires, as principais necessidades da área no aspecto da Segurança Pública. “Foi uma oportunidade de conhecer melhor as necessidades as principais necessidades do setor para que, juntos, sejam definidas alternativas eficientes para garantir mais segurança na região”, diz o secretário.

 






Você pode gostar