Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Restaurante Comunitário de Samambaia volta a funcionar

Usuários precisam usar máscara e manter distância de 2 metros uns dos outros; como medida preventiva, as refeições deverão ser feitas fora do local

Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

O Restaurante Comunitário de Samambaia voltará a funcionar a partir desta sexta-feira (16). Com isso, a unidade vai retomar a venda de marmitas. O local estava fechado há um mês após a empresa responsável pelo funcionamento do local decidir pela suspensão das atividades.

Com o retorno dos serviços, das 11h às 14h, a linha de ônibus gratuitadestinada para os clientes será encerrada. Os ônibus levavam os clientes para os restaurantes comunitários do Recanto das Emas e do Riacho Fundo II nesse período.

As refeições seguem no valor de R$ 1, sendo gratuitas para pessoas em situação de rua acompanhadas pelo Serviço Especializado de Abordagem Social, da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). A quantidade de marmitas por cidadão segue ilimitada.

Ainda não é permitido se alimentar dentro dos refeitórios, como forma de prevenção à disseminação da covid-19. Nas filas, as pessoas devem estar, obrigatoriamente de máscara e preservando o distanciamento social mínimo de dois metros entre os demais frequentadores. Após entregar o cartão e retirar a marmita, o cidadão deve seguir imediatamente para a saída do restaurante.

Dia de feijoada

Os 14 restaurantes comunitários do Distrito Federal servem, juntos, cerca de 22 mil refeições todos os dias. Durante as sextas-feiras, porém, essa média costuma ser maior, uma vez que é o dia do prato mais esperado do cardápio: a feijoada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Há, ainda, a opção de ovos mexidos. O prato acompanha virado de couve, vinagrete, arroz branco e feijão carioca. A bebida é suco, e a refeição finaliza com uma fruta de sobremesa.

O Restaurante Comunitário de Samambaia, o Rorizão, fica na ADE/S, Conjunto 15 – lotes 1/2, às margens da BR-060.

As informações são da Agência Brasília

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar