Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Renda domiciliar média é R$ 6,3 mil em parte do Distrito Federal

Pesquisa da Codeplan mostra o retrato socioeconômico dos moradores do Plano Piloto, Candangolândia, Cruzeiro e Sudoeste/Octogonal

Bairro Octogonal no Distrito Federal. Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

A renda domiciliar média é de R$ 6,3 mil dos moradores da Unidade de Planejamento Territorial (UPT), grupo de cidades no Distrito Federal. É o que revelou a apresentação da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan) divulgada nesta quarta-feira (25). A UPT Central compreende as Regiões Administrativas Plano Piloto, Candangolândia, Cruzeiro e Sudoeste/Octogonal.

Os moradores da região que inclui o Sudoeste e a Octogonal possuem as rendas mais altas, com uma média de R$ 15 mil, seguidos pelos habitantes do Plano Piloto (13,5 mil), Cruzeiro (9,5 mil) e Candangolândia (5,4 mil).

Outro destaque é com relação à faixa etária dos moradores. A região com a maior renda (Sudoeste/Octogonal) concentra a maior parte dos seus residentes na faixa etária entre 40 a 49 anos. Por outro lado, na região com menor renda (Candangolândia), a faixa etária predominante está entre 30 a 39 anos.

O levantamento é parte integrante da Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (PDAD) 2021, realizada a cada dois anos pela Codeplan. O objetivo do estudo é fornecer um retrato socioeconômico do Distrito Federal e suas Regiões Administrativas.

Na edição de 2021, a pesquisa visitou mais de 30 mil domicílios, com o intuito de investigar aspectos demográficos, de migração, condições sociais e econômicas, situações de trabalho e renda, entre outros.

Os dados divulgados estão disponíveis no site da Codeplan para consulta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar