Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Queimadas atingem 126,7 km² de Cerrado no DF em 2016

Por Arquivo Geral 01/10/2016 11h25
Andre Borges/Agência Brasília

De janeiro a agosto, o fogo atingiu 126,7195 quilômetros quadrados (km²) do Cerrado brasiliense. Para se ter ideia da proporção, a área equivale a 15 vezes o tamanho de Águas Claras, ou cerca de 126 mil campos de futebol oficial. No período, o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal registrou 1.528 ocorrências de incêndio.

De acordo com a coordenadora do Plano de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais, Carolina Schubart, da Secretaria do Meio Ambiente, apesar de terem sido altos os dados, ações do governo, como reforço em campanhas de conscientização e capacitação de voluntários, apresentaram resultados positivos. “A quantidade de queimadas deve-se a um fator climático diferente neste ano.”

O Distrito Federal passou por dois períodos de estiagem que, somados, dão 120 dias sem chuva. O primeiro durou de 19 de maio a 22 de agosto (96 dias). O segundo, de 29 de agosto a 22 de setembro (24 dias). A meteorologista Ingrid Peixoto, do Instituto Nacional de Meteorologia, afirma que a seca pode ser explicada pelo fenômeno El Niño, que neste ano foi um dos mais intensos desde 1950, quando se iniciou o registro.

“Foi um bloqueio atmosférico de massa de ar quente e seca que teve sua principal concentração no Centro-Oeste e se expandiu para 80% do País.” Segundo a meteorologista, o fenômeno durou de 2014 a 2016, o que justifica a elevação de temperatura, a seca e as chuvas atípicas nesses anos.

Comparação de queimadas com os anos anteriores

O balanço deste ano está próximo do de 2015, quando 126,8508 quilômetros quadrados de área foram incendiados. No entanto, o número de ocorrências, 5.178, foi mais de quatro vezes maior naquele ano. O tamanho de área queimada e o número de ocorrências em 2015 foram maiores que nos três anos anteriores.

Em 2014, um total de 74,8845 quilômetros quadrados foram queimados em 3.837 incêndios. Em 2013, o fogo consumiu 79,6491 quilômetros quadrados de áreas em 4.132 ocorrências. Já em 2012, as queimadas atingiram 82,2004 quilômetros quadrados em 5.036 ocorrências.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Plano de Prevenção de Combate a Incêndios Florestais de 2016

Para diminuir a quantidade de queimada, o governo de Brasília apostou em reforçar campanhas educativas para conscientizar a população. O Plano de Prevenção de Combate a Incêndios Florestais é renovado a cada ano por um grupo formado por sete órgãos: Corpo de Bombeiros Militar; Instituto Brasília Ambiental; Jardim Botânico de Brasília; Polícia Militar; Secretaria do Meio Ambiente (coordena o plano); Secretaria de Saúde; Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil e Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social.

Por causa da seca rigorosa, o plano foi intensificado pelo Decreto nº 37.549, publicado no Diário Oficial do Distrito Federal em agosto. Até o ano passado, o decreto que regulamentava o plano era o nº 17.431, de 1996.

Segundo a coordenadora do plano, Carolina Schubart, apesar da previsão de chuvas para os próximos meses, a vigência das ações se estenderá até novembro. O governo de Brasília investiu R$ 4 milhões em produção de material educativo. Em casos de incêndio, é importante acionar o Corpo de Bombeiros com rapidez.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar