Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Projeto Luz na Faixa é lançado pelo governador Ibaneis Rocha

Projeto iluminará 4,2 mil faixas de pedestres em todo o Distrito Federal. O lançamento do Luz na Faixa aconteceu no metrô de Ceilândia Sul

Reforço na iluminação do DF. Foto: Renato Alves / Agência Brasília

Juliana Dantas e Elisa Costa
[email protected]

O programa Luz na Faixa foi lançado nesta segunda (24) pelo governador Ibaneis Rocha e pelo Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), na estação de metrô de Ceilândia Sul. O evento marcou a etapa de conclusão da iluminação das faixas em Ceilândia. Ao todo, o projeto visa iluminar 4.200 faixas em vias urbanas do Distrito Federal.

“Vamos investir muito em iluminação pública de qualidade, principalmente a iluminação de LED. Ela diminui a sensação de insegurança, porque na claridade, o bandido não aparece”, comentou Ibaneis.

O programa vai começar iluminando 425 faixas no Plano Piloto e 334 em Ceilândia, escolhidas por serem as regiões administrativas que possuem o maior número de faixas de pedestres entre todas do DF. De acordo com o governo, o custo de implantação de iluminação nestas regiões é de R$ 6,6 milhões.

“As faixas de pedestres são uma marca do Distrito Federal. E nós temos a obrigação de cuidar dessas faixas. Cuidar das faixas é cuidar da população que mais precisa. É cuidar do pedestre, é cuidar do ciclista, é cuidar de quem é menos valorizado no trânsito, infelizmente”, observou.

Lançamento do programa Luz na Faixa na estação do metrô em Ceilândia Sul. Foto: Renato Alves / Agência Brasília

O administrador regional de Ceilândia, Cláudio Ferreira, comentou que a iniciativa chega em boa hora para a comunidade. “Essa ordem vem na melhor hora. A comunidade agradece muito. Pode contar com o GDF e com a administração, porque nosso serviço está na rua, ouvindo demandas”, afirmou.

O prazo estimado de iluminação de todas as 4,2 mil vias é de quatro anos, nesta parceria firmada entre o Detran-DF e a CEB Holding.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar