Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

PCDF prende irmãos que mataram jovem em Samambaia

Após desentendimento, por conta de uma aposta, os irmãos desferiram golpes de tesoura contra a vítima no interior de uma barbearia

Por Tereza Neuberger
[email protected]

Algumas horas após o crime a Polícia Civil do Distrito Federal, por meio da Seção de Investigação de Crimes Violentos (SICVIO) da 26ª Delegacia de Polícia, conseguiu identificar, localizar e prender em flagrante dois irmãos por matarem a tesourada um jovem, de 19 anos, em uma barbearia na região de Samambaia.

O crime ocorreu na QR 212, durante madrugada desta segunda-feira, por volta de 00h51. No decorrer de uma partida de sinuca, uma discussão foi iniciada entre os três envolvidos, o motivo seria uma aposta no jogo.

Foto: Material cedido ao Jornal de Brasília

Iniciada a discussão, os dois irmãos passaram a agredir a vítima e, logo em seguida, um dos suspeitos desferiu golpes com uma tesoura contra a vítima, que foi atingida na região do pescoço e no tórax.

Foto: Material cedido ao Jornal de Brasília

De acordo com imagens de momentos antes do crime as quais o Jornal de Brasília teve acesso, na barbearia havia muitas garrafas de bebida alcoólica que teriam sido consumidas no local. É possível ver nas imagens os envolvidos durante a partida de sinuca, e a presença de uma criança no local

A vítima não resistiu aos ferimentos e veio a óbito ainda no local. Os autores fugiram da barbearia em seguida e foram presos cerca de quatro horas depois, após o acionamento da equipe de investigação da 26ª DP.

De acordo com as investigações os irmãos já possuiam passagens anteriores por tentativa de homicídio, receptação e porte ilegal de arma de fogo. Se condenados, podem pegar até 30 anos de prisão pelo crime de homicídio qualificado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O delegado adjunto da 26ª DP, Rodrigo Carbone, atribui a rápida identificação ao sistema de sobreaviso implementado na 26ª. O sistema faz com que os investigadores sejam acionados imediatamente após o crime e assim é iniciada a investigação momentos após o crime.

“Nos crimes de homicídio, a rápida atuação dos investigadores é fundamental para o esclarecimento dos fatos. Quanto mais tempo demora, menos chance de elucidação. Temos elevados índices de elucidação dos nossos casos em razão dessa ação imediata”, afirma Carbone.








Você pode gostar