Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

PCDF prende acusado de feminicídio

De acordo com as investigações, o fato aconteceu no dia 29 de novembro, na residência do investigado, na QNN 24 em Ceilândia Sul. O motivo teria sido uma discussão por ciúmes da namorada

Por Guilherme Gomes 03/12/2021 12h07
Foto: Tereza Neuberger

Na madrugada desta sexta-feira (3), a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu em flagrante um homem, de 22 anos, acusado de feminicídio qualificado por motivo fútil e ocultação de cadáver praticado contra a namorada, uma jovem de 20 anos.

De acordo com as investigações, o fato aconteceu no dia 29 de novembro, na residência do investigado, na QNN 24 em Ceilândia Sul. O motivo teria sido uma discussão por ciúmes da namorada. A motivação levou o acusado a fazer uso de uma faca para golpeá-la na região do pescoço, provocando a morte da vítima.

Giovanna Laura Santos Peteres, de 20 anos, trabalhava em uma creche no areal. Ela e o autor do crime, Leandro Araújo Marques, de 22 anos, estavam em um relacionamento há 2 anos, romperam e voltaram recentemente. Após cometer o crime, o motoboy chegou a enviar uma mensagem para o celular da vítima, em que dizia “Amor, cadê você?”, com o intuito de despistar a polícia.

Durante o depoimento o delegado responsável pelo caso suspeitou das informações desencontradas fornecidas por Leandro, e ao final do depoimento aconselhou ao pai de Leandro que conversasse com o filho para revelar a verdade. Ao chegar em casa, o pai de Leandro perguntou ao filho o que realmente havia acontecido, e ele acabou revelando para o pai que cometeu o crime. Logo em seguida o pai de Leandro entrou em contato com a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e entregou o filho à polícia.

As investigações apontaram que, após o ocorrido, o jovem aguardou o amanhecer do dia e solicitou o veículo de um amigo emprestado para se desfazer do cadáver, tendo o ocultado em um matagal nas proximidades da antiga Academia de Polícia Civil, na região de Taguatinga.

Em depoimento, o amigo do acusado negou que tivesse qualquer conhecimento/participação no crime. O O corpo da vítima foi localizado em um buraco e estava coberto por várias pedras, apresentando claros sinais de decomposição em razão do tempo decorrido.

A família da jovem procurou a 23ª Delegacia de Polícia na tarde de ontem (2) e, desde então, a força de trabalho dos policiais da unidade policial se voltou exclusivamente para solucionar o desaparecimento noticiado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O homem foi preso em flagrante delito pelos crimes previstos no artigo 121 §2º (homicídio), incisos II (motivo fútil) e VI (feminicídio) e artigo 211 (ocultação de cadáver), ambos do Código Penal Brasileiro, podendo pegar uma pena superior a 30 anos de reclusão.








Você pode gostar