Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Para Ibaneis, convocação de CPI é inconstitucional

Até sexta (11), ou no início da próxima semana, a ministra Rosa Weber, do STF, decidirá sobre o pedido dos governadores para não comparecer à CPI

Por Catarina Lima 09/06/2021 6h02
Foto: Renato Alves/ Agência Brasília

O governador Ibaneis Rocha disse mais uma vez que sua convocação para comparecer à CPI da Pandemia do Senado Federal é inconstitucional. “Além de confrontar a Constituição, não sou citado em nenhum tipo de inquérito, em nenhuma ação judicial. Então não tenho motivo para estar nessa CPI, até porque não vou poder contribuir muito com eles”, destacou.

Segundo Ibaneis, até sexta (11), ou no início da próxima semana, a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, decidirá sobre o pedido dos governadores para não comparecer à CPI. No dia 26 de maio, a Comissão aprovou a convocação de nove governadores. Além do do DF, foram convocados Wilson Lima (PSC), do Amazonas, Hélder Barbalho (MDB), do Pará; Mauro Carlesse (PSL), do Tocantins; Carlos Moisés, Santa Catarina; Waldez Góes, do Amapá; Wellington Dias, do Piauí; Marcos Rocha (PSL), de Rondônia e Antônio Denarium (sem partido), de Roraima. Também foram convocados os ex-governadores Daniela Reinehr (sem partido), vice-governadora de Santa Catarina e Wilson Witzel (PSC), ex-governador do Rio de Janeiro.

Vacinação

Ibaneis disse que a vacinação contra covid no DF está avançando bem, com cerca de 23% da população vacinada com a primeira dose. Estamos vacinando os grupos, diminuindo a idade semanalmente. Acho que a gente vai avançar, cumprindo aquele cronograma que acho que será viável, que é até outubro ter 70% da população vacinada. O governador disse que gostaria de incluir jornalistas entre os públicos prioritários, mas que a categoria não está na lista de prioridades determinada pelo Ministério da Saúde. “Vocês estão na linha de frente, trabalhando, informando a população, fazendo um trabalho de suma importância para todos nós”, disse.

De acordo com informe da Secretaria de Saúde, nesta quarta (09) o DF recebeu 47.250 doses da vacina AstraZeneca. Estas serão utilizadas para aplicação de primeiras doses. “As doses chegam acompanhadas de uma nota técnica enviada pelo Ministério da Saúde, com orientações acerca dos grupos prioritários que devem ser atendidos. Depois disso, o Comitê de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 no DF se reúne para discutir a ampliação da vacinação de acordo com as doses que chegam”, explica a chefe do Núcleo da Rede de Frio, Tereza Luiza Pereira.

Hospital de Base

O governador negou que Hospital de Base esteja enfrentando problemas financeiros e de desabastecimento. “Nós não temos essa crise de insumos instalada. O que temos que fazer agora em virtude da covid é acelerar os procedimentos que tivemos que atrasar. O Hospital de Base está sob a gestão do ministro Gilberto Occhi, que é experiente, e estamos solucionando os problemas. Não podemos esquecer que no ano passado houve uma crise longa na saúde que se alonga até agora. Requisitou-se esforços e recursos inúmeros, mas tudo estará restabelecido no menor prazo possível”, avaliou o governador.

Hoje, o Hospital de Base, referência no tratamento do câncer no DF, realiza mensalmente, de acordo com dados de fevereiro da própria unidade, 1,8 mil consultas oncológicas e sete mil sessões de quimioterapia. Enquanto o hospital oncológico não chega, o Hospital de Base é o único da rede pública do DF a reunir em um mesmo espaço toda a linha de cuidados para câncer. São eles: primeiras consultas; exames para diagnósticos precisos; cirurgias; tratamentos de quimioterapia e/ou radioterapia; e acompanhamento ambulatorial (consultas e exames periódicos).

Na página do Instituto de Gestão Estratégia de Saúde, do DF (Iges) na internet, que controla o Base, a informação é que há expectativa de que o hospital faça novas aquisições para a unidade de oncologia ainda neste ano. O objetivo é acelerar e aprimorar os atendimentos de pacientes com câncer.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar