Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Pai de Lázaro quer convencer o filho a se entregar

“Se ele vier chorando, pedindo desculpa, pedindo perdão, o papai está com o mesmo coração para abraçar, para dar todo apoio. Mas desde que haja arrependimento”, disse Edenaldo Barbosa

Pai do suspeito de assassinato e fugitivo Lázaro Barbosa, 32 anos, Edenaldo Barbosa foi mais um familiar que pediu ao filho que se entregue às autoridades. Em entrevista ao Brasil Urgente, da Band, nesta segunda-feira (21), o homem se disse com medo do que Lázaro pode fazer e revelou que só vai à chácara que tem na região de Girassol, Edilândia e Cocalzinho, em Goiás para alimentar os animais. Edenaldo ainda disse que conta com escolta da polícia.

Na entrevista, Edenaldo afirmou que não tem medo do filho, mas sim das coisas que ele fez. “As pessoas quererem se vingar dele”, disse. O pai de Lázaro acredita que pode convencer o filho “a se entregar” e que não deseja a morte “nem para ele nem para ninguém”. “Se ele vier chorando, pedindo desculpa, pedindo perdão, o papai está com o mesmo coração para abraçar, para dar todo apoio. Mas desde que haja arrependimento”.

Desde a madrugada do último dia 09 de junho, quando Lázaro Barbosa de Souza, 32 anos, invadiu uma chácara no Incra Alexandre Gusmão, região rural de Ceilândia/DF, às margens da BR 070, e matou a facada e tiros três pessoas da mesma família, um pai e dois filhos, e sequestrou a mãe, a PRF tem apoiado a força integrada para capturá-lo.

As ações da PRF ocorrem diuturnamente desde o triplo homicídio, madrugada em que a PRF se integrou às demais polícias para capturar o suspeito na região de Ceilândia/DF. Com a notícia da migração dele para Goiás, todas as demais forças de segurança pública se integraram e a PRF passou a apoiar a operação contando com cerca de, em média, 45 policiais por dia, das regionais do DF e GO.

Neste fim de semana, a força-tarefa de mais de 200 policiais recebeu 40 rádio-comunicadores do Exército Brasileiro. O equipamento tem feito a diferença neste momento, já que área tem fraco sinal de comunicação.

A Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) disse que reforçou a tarefa com uma equipe de inteligência da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e com dois cães do Corpo de Bombeiros de Goiás (CBMGO). Uma delas é a cadela Cristal, que participou das buscas por vítimas no desastre de Brumadinho-MG.

A SSP-GO criou também um disque-denúncia para que a população auxilie nas buscas por Lázaro. O número de telefone do “Disque-Lázaro” é: (61) 99839-5284. A Secretaria promete sigilo absoluto ao denunciante. Segundo as autoridades, são mais de mil ligações por dia. Porém, a maioria das informações irrelevantes ou trotes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar