Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Ouvidoria do GDF já recebeu 35 mil demandas de saúde em 2020

Do total de contatos, 23.664 são reclamações; 5.864, solicitações; 3.178, elogios; 1.635, Informações; 700, denúncias; e 245, sugestões

Por Catarina Lima 01/09/2020 6h23
Serviços disponíveis na Ouv-DF. Foto: Divulgação

O Controlador-Geral do Distrito Federal, Paulo Martins, responsável pelo Sistema de Gestão da Ouvidoria do DF (Sigo-DF), disse que durante a pandemia do novo coronavírus o cidadão brasiliense empoderou-se e “intensificou a parceira com o governo”. De janeiro até agora, 35.286 demandas de saúde foram encaminhadas à ouvidoria do Governo do Distrito Federal (GDF), numa média mensal de de 4.410 encaminhamentos. Do total de contatos, 23.664 são reclamações; 5.864, solicitações; 3.178, elogios; 1.635, Informações; 700, denúncias; e 245, sugestões.

De acordo com Paulo Martins, 51% dos pedidos, denúncias e reclamações relativas à Saúde são solucionadas. Outro dado é que 43% das manifestações dos usuários relativas a servidores da saúde são elogiosas. Martins destacou que como a CG-DF, responsável pelo controle das demais ouvidorias, tem orientado todos os órgãos do governo a dar celeridade na solução dos casos. Os assuntos mais demandados são agendamento de consultas, temas relativos a servidores públicos, combate aos focos da dengue, fiscalizações relacionadas ao coronavírus, agendamento de exames, testes de covid-19, atendimento médico e agendamento de cirurgias. Os canais para contato com as ouvidorias dos órgãos do GDF são a página das entidades na Internet e o telefone, por meio do número 162.

Indo ao encontro da orientação da CG-DF, o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, emitiu a Instrução Normativa , publicada no Diário Oficial, determinando que as demandas dos cidadãos – perguntas, reclamações, sugestões – feitas por meio do Sistema de Gestão da Ouvidoria do Distrito Federal (Sigo/DF) e destinadas à Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs) sejam tratadas com prioridade. A Instrução estabelece critérios para cumprimento da Lei 4.896/2012, que busca garantir a participação popular na gestão pública e contribuir para desenvolver a cultura da cidadania e aprimorar os serviços prestados pelo Executivo local.

As demandas que chegarem a ouvidoria da Fepecs, que necessitarem de manifestação das áreas técnicas da SES, deverão ser incluídas no Sistema Eletrônico de Informações e encaminhadas aos setores responsáveis pela resposta no prazo de 24 horas. Após manifestação da área técnica, a ouvidoria encaminhará a resposta imediatamente ao cidadão autor da demanda por meio do Sistema

A Fepecs funciona como mantenedora das instituições de ensino da Secretaria de Saúde. Estão sob sua responsabilidade as escolas de ensino superior em Ciências de Saúde, Escola Técnica de Saúde de Brasília, e a Escola de Aperfeiçoamento do Sistema Único de Saúde. Todas as demandas serão analisadas com prioridade, segundo no texto da Instrução Normativa.






Você pode gostar