Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

OAB/DF quer mais providências do GDF no combate à nova onda de covid

Em especial atenção, a OAB/ DF pediu a abertura de novos leitos de UTI/UCI

Em ofício ao governador Ibaneis Rocha, a Seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF) requereu uma reunião com ele e com sua equipe para discutir a ampliação da testagem no atendimento à população para detectar a Covid-19 e o Plano de Contingência.

A OAB/DF considera e destaca ao governador o trabalho da imprensa, que vem apontando substancial aumento na taxa de transmissão de COVID. Nesta terça-feira (25), a ocupação de vagas de UTI Covid chegou a 100%. O DF registrou 10.697 novos casos de Covid e bateu recorde de infecções em 24h. A crise está obrigando a Saúde a remarcar cirurgias eletivas para liberar leitos para atender pacientes com a Covid-19.

“Infelizmente se tem poucos detalhes acerca da quantidade de testes e locais para testagem da população, tendo chegado ao conhecimento da OAB/DF casos de pessoas que pegaram senha para testagem às 6 horas da manhã e só conseguiram ser atendidos às 16 horas. Em outro caso relatado, soube-se que havia mais de 400 pessoas aguardando testagem no posto da Asa Sul, e mais da metade saiu sem conseguir testar, mesmo aguardando por horas”, extrai-se do ofício ao governador, assinado pelo presidente da OAB/DF, Délio Lins e Silva Jr., e pelos advogados Paulo Maurício Siqueira, secretário-geral da OAB/DF e Coordenador do Comitê de Gestão Emergencial da COVID-19, e Alexandra Moreschi, presidente da Comissão de Direito à Saúde OAB/DF, designados, em portaria, para integrar o novo Comitê de Acompanhamento da Covid-19 pela OAB/DF, instituído nesta gestão (2022/2024).

A OAB/DF, no ofício encaminhado a Ibaneis, cobra do GDF “clareza nas medidas tomadas para a ampliação das testagens da população”.

Assim como já fez, nas diversas ações e ofícios encaminhados ao GDF, no ano passado, a OAB/DF reiterou que é fundamental o detalhamento do Plano de Contingência, “tanto o executado quanto o previsto para as próximas semanas, para atendimento e tratamento de pacientes suspeitos ou confirmados com COVID, especialmente daqueles que necessitem de internação em UTI”.

Mais uma medida que a OAB/DF requereu e que precisa ser adotada, o quanto antes, é a publicidade, por parte do GDF, de “locais corretos para testagens, ampliando-se significativamente a disponibilidade de testes”. Objetiva-se informações quanto à logística, para garantir o suprimento e o atendimento à população.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar