Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

MPDFT acompanha disponibilidade de leitos e vacinação infantil

Os representantes do orgão acompanharam a situação dos estoques da Farmácia Central

Foto: Divulgação

O secretário de saúde do Distrito Federal, Manoel Luiz Narvaz Pafiadache, se reuniu com o Ministério Público do Distrito federal e Territórios (MPDFT), nesta terça-feira (18), para tratar da alta taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) públicas, específicas para o tratamento dos casos graves da covid-19.

Os integrantes da força-tarefa de enfrentamento à doença questionaram a disponibilidade de leitos para os casos da variante ômicron. “O plano de remobilização foi apresentado ao Ministério Público, que vem acompanhando sua execução diuturnamente. O que o MPDFT tem buscado é que esse plano auxilie na solução de problemas crônicos de falta de leitos de UTI no Distrito Federal”, avaliou a promotora de Justiça Hiza Carpina.

Os representantes do MPDFT acompanharam a situação dos estoques da Farmácia Central. O governo informou que, devido a recursos disponibilizados em dezembro, a central de distribuição tem estoque de medicamentos e materiais pelo menos até março deste ano.

Aceleração da vacinação

O início da vacinação de crianças e adolescentes nesta semana foi um dos tópicos do encontro. O coordenador da força-tarefa, Eduardo Sabo, solicitou ao representante do governo uma movimentação mais rápida na aplicação dos imunizantes infantis. “Conhecemos o plano estratégico apresentado e executado no domingo com relação às crianças de 5 a 11 anos. Também ressaltamos a necessidade de aceleração da vacinação, com a absorção de mais idades, e de uma abrangência maior, integrando outros postos de saúde e unidades básicas de atendimento”, afirmou.

Também participaram do encontro os promotores de Justiça Bernardo Matos e Cláudio Freire, além de representantes da Secretaria de Saúde.








Você pode gostar