Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Morte de jornalista: polícia não descarta vingança

Por Arquivo Geral 27/07/2016 6h29
Mateus Alencar

Manuela Rolim
[email protected]

“Nenhuma possibilidade está descartada. Trabalhamos com várias linhas de investigação: desde uma pessoa incomodada com as publicações até alguém que possa, de fato, ter encomendado o crime”, assegurou o delegado-chefe Pablo Batista sobre a morte do jornalista João Miranda do Carmo, 54 anos, no último domingo, em Santo Antônio do Descoberto (GO), a 50 km do DF. A Polícia Civil também acredita que outros crimes possam estar envolvidos com o caso.

Conhecido por divulgar denúncias políticas locais na internet, o comunicador foi assassinado dentro de casa na Quadra 199 do bairro Morada Nobre, por volta das 21h. Segundo o titular da delegacia do município, até o prefeito Itamar Lemes do Prado poderá ser chamado para prestar depoimento, caso seja necessário. “Por hora, ainda não foi mencionado. Mas, se surgir o nome dele, provavelmente será intimado. Outras pessoas serão chamadas”, informou Batista.

O delegado completou: “Ele publicava denúncias envolvendo a prefeitura e notícias de cunho policial, principalmente, prisões de criminosos. A gente acredita que o fato pode estar relacionado à atividade que exercia. Vingança ou alguém descontente com as publicações, tudo está sendo considerado”.

A vítima estava sozinha quando levou vários tiros pelo corpo. No total, foram 22 disparos, segundo laudo descrito pela filha do jornalista – sete teriam acertado o homem no peito e no rosto. Ele comandava o portal S.A.D. Sem Censura, onde trazia à tona as ocorrências e irregularidades da região.

Segundo Batista, a família está muito abalada. “Eles não conseguiram passar muitas informações. É um momento delicado. Estamos indo com calma”, disse.

Retaliações denunciadas

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na sexta-feira passada, João Miranda publicou em uma página do Facebook, a “Folha da Copaíba na WEB”, um vídeo em que Itamar Lemes do Prado aparece dando dinheiro para uma suposta funcionária do município. Depois que o conteúdo chegou às redes sociais, a vítima comentou com a família ter sofrido ameaças.

Não foi a primeira vez que o comunicador esteve nessa situação. Segundo o delegado, ainda este ano, ele registrou ocorrência alegando ter sido ameaçado depois de ter publicado uma notícia sobre a prisão de um homem por homicídio. Ele seria traficante na região. O detento é irmão do chefe de segurança do atual prefeito da cidade.

“Depois, o jornalista se retratou da representação, logo não conseguimos dar prosseguimento às investigações. Acreditamos que ficou com medo depois que registrou. O detento é muito perigoso”, relatou.

Em 2014, João Miranda teve o carro incendiado dentro de casa. Além disso, recentemente, ele havia publicado em seu site que uma mulher grávida, de 20 anos, morreu a tiros no município. O corpo foi encontrado jogado na pista que dá acesso ao Parque Santo Antônio. “Todas as circunstâncias estão sendo levadas em consideração. Tudo pode estar relacionado. Nesse primeiro momento, não excluímos nenhuma hipótese”, ressaltou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No dia do assassinato, o celular da vítima foi apreendido para ajudar nas investigações. “Não encontramos nada que pudesse comprovar a autoria do crime. A equipe de homicídios está totalmente envolvida no caso para encontrarmos uma solução o mais rápido possível”, concluiu.

Saiba mais

A família de Miranda prestou depoimento duas vezes, mas será intimada novamente. Eles foram informados do programa de proteção a testemunhas, mas não decidiram se vão aderir.

Desde o último domingo, seis homicídios foram registrados na cidade. O principal motivo da violência na região é a disputa por ponto de tráfico de drogas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em nota, o prefeito Itamar Lemes do Prado afirmou que “repudia com veemência as ilações irresponsáveis promovidas por algumas pessoas sobre a existência de possíveis motivações políticas para o ocorrido, devido ao fato de a vítima ser da oposição e fazer postagens sobre minha pessoa e diversos outros políticos da cidade”.








Você pode gostar