Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Internação de jovens até 24 anos aumentou 3.600% no DF

As autoridades tem realizado coletivas constantemente para informar a população local a respeito do avanço da doença na capital candanga

Foto: Rovena Rosa/ Agência Brasil

Os secretários da Casa Civil, Gustavo Rocha; da Saúde, Osnei Okumoto, concederam uma entrevista coletiva na tarde desta seguda-feira (12), no Salão Branco do Palácio do Buriti, para atualizar as informações referentes as ações do GDF no combate à covid-19. No evento, as autoridades destacaram o fato de que a internação de jovens até 24 anos aumentou 3.600%, entre os meses de janeiro e março.

Gustavo Rocha informou que a taxa de transmissibilidade do vírus está em 0,87. Segundo ele, isto é importante, pois o percentual está se mantendo abaixo de 1.

O chefe da Casa Civil explicou que toda a quantidade de doses D1 (primeira aplicação) já foram utilizadas para a realização da imunização. Além disso, destacou que as pessoas que já foram vacinadas precisam tomar a segunda dose.

Quanto a atuação da Secretaria DF Legal, Rocha frisou que o órgão fechou 620 estabelecimentos comerciais e aplicou 588 multas durante a realização da Operação Toque de Recolher.

Outro ponto destacado foi o fato do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), publicar na edição desta terça-feira (13), no Diário Oficial (DODF), alterações nas medidas restritivas impostas no enfrentamento da Covid-19. De acordo com o chefe da Casa Civil, o chefe do Poder Executivo local vai autorizar a realização de competições esportivas após o horário das 22h. Entretanto, estes eventos não poderão contar com público.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além disso, a proibição de bebidas alcoólicas começará a valer após às 21h, mesmo período em que bares e restaurantes devem encerrar suas atividades comerciais. Por fim, o novo decreto determina a autorização do funiconamento de marinas, mediante a ocupação de 50% do espaço total das embarcações. Por outro lado, a junção de lanchas está proibida.

Em sua fala, Osnei Okumoto afirmou que a Secretaria de Saúde tem total controle a respeito da quantidade de medicamentos utilizados no kit intubação.

Questionado sobre o encerramento do Toque de Recolher, o secretário da Casa Civil respondeu que Ibaneis Rocha não tomou uma decisão a respeito devido a grande eficácia da medida.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Okumoto e Rocha informaram que a Secretaria de Saúde não fará mais previsão sobre a quantidade de doses recebidas. Segundo eles, a decisão faz com que a população não crie expectativas. As informações serão repassadas assim que o medicamentos chegarem ao DF.

Novamente, as autoridades destacaram a importância da população em tomar a segunda dose dos imunizantes para que a vacinação esteja completa.

Osnei explicou que a transmissão do vírus é exponencial. Segundo ele, a pasta vem analisando as taxas de internação resultantes das variantes do coronavírus. Sendo assim, a Secretaria elabora planos para conter o avanço da doença. Em complemento, Rocha disse que a atual situação dos hospitais são consequências de decisões passadas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A respeito da vacinação, Okumoto relatou que 100 postos estão sendo utilizados para a imunização da população em relação à gripe influenza.

Ao falar sobre o aumento das taxas de jovens internados, Osnei explicou que há a manisfestação de sintomas neste grupo. Em um primeiro momento da pandemia, este público apresentava quadro clínico assintomático. Em seguida, Rocha afirmou que “a pandemia rejuvenesceu”, em alusão aos novos dados.






Você pode gostar