Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Farmácia Central da Secretaria de Saúde do DF recebe nova câmara fria

Com área de 10 metros quadrados, o equipamento será utilizado para armazenamento de remédios, insulina, reagentes e outros itens

Equipamento será utilizado para armazenamento itens que necessitam ser mantidos a baixas temperaturas. Foto: Sandro Araújo, da Agência Saúde-DF

A Farmácia Central da Secretaria de Saúde conta agora com o dobro da capacidade de armazenamento de medicamento. Isso foi possível graças a uma nova câmara fria com o dobro do tamanho do equipamento atualmente em uso. Com área de 10 metros quadrados, o equipamento será utilizado para armazenamento de remédios, insulina, reagentes e outros itens que necessitam ser mantidos a baixas temperaturas.

Durante a cerimônia de inauguração, realizada nesta quinta-feira (30), a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, destacou o resultado prático esperado após o investimento de R$ 298 mil. “Quando a gente melhora o nosso braço logístico, ampliamos a nossa assistência à população”, resumiu.

A nova Câmara Fria deve facilitar o atendimento a todas as unidades da rede, com destaque para as farmácias de alto custo. “Será mais agilidade para que o cidadão receba o medicamento na hora certa”, completou o subsecretário de Logística em Saúde, Thiago Mendonça Chagas. Outra vantagem é que a nova Câmara Fria fica no mesmo local onde há os demais estoques, o que vai facilitar o esforço logístico para reabastecer as unidades de saúde.

A Farmácia Central contava apenas com um espaço resfriado de nome metros quadrados, onde havia um estoque emergencial. “Agora, vamos conseguir receber um aporte maior de medicamentos, com uma logística melhor de recebimento”, detalha a diretora de Logística da Secretaria de Saúde, Renata Moura Nascimento.

O equipamento conta com baterias e sistema computadorizado para manter a temperatura estável, a 4º C. Em caso de qualquer falha, uma ligação telefônica é feita automaticamente para uma lista de servidores pré-cadastrados. Também há uma antecâmara resfriada a 16º C, o que permite reduzir a diferença de temperatura sempre que a porta é aberta, além de reduzir o desconforto térmico das equipes de logística.

Além da Farmácia Central, a Secretaria de Saúde também conta com Câmara Fria na Rede de Frio Central, onde são armazenados vacinas e soros para picadas de animais peçonhentos. A unidade tem ainda freezer de ultrabaixa temperatura, câmaras frias verticais e salas com temperatura controlada.

Foco no cidadão

A secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, destacou o esforço da gestão para ampliar a capacidade de distribuição de medicamentos, com destaque para as farmácias de alto custo. Além do novo equipamento, mais servidores foram destacados para atuar na logística e na entrega dos itens aos pacientes. “Temos sempre que focar no usuário”, afirmou a gestora.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De maneira presencial, nas unidades da Asa Sul, Ceilândia e Gama, são realizados, em média, 800 atendimentos diários. Já por meio do programa Entrega de Medicamentos em Casa são entregues cerca de 11 mil medicamentos por mês.

*As informações são da Agência Saúde DF








Você pode gostar