Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Em um só dia, 38 novos casos no DF

Novo decreto estende suspensão das aulas até abril. Estabelecimentos comerciais ficam fechados

Preocupação de consumidores e empresas privadas com o coronavírus Fotos: Pedro Marra/Jornal de Brasília

A partir de hoje, o comércio de rua do Distrito Federal também estará fechado. Em mais uma ação para conter o avanço do coronavírus no DF, o governador Ibaneis Rocha decretou, na tarde de ontem, que os todos os estabelecimentos comerciais — inclusive bares, restaurantes e lojas de conveniência — fechem as portas. Apenas farmácias, laboratórios, supermercados, padarias e postos de gasolina poderão funcionar.

O novo decreto ainda prolongou até o dia 5 de abril a suspensão de todas as atividades que já haviam sido suspensas — aulas, eventos esportivos, atividades artísticas — e o fechamento de shoppings, museus, parques, clubes, boates, feiras e agências bancárias. Além dos comércios, as igrejas da capital deverão fechar e as missas e cultos serão suspensos. Os salões de beleza e centros estéticos também deverão fechar as portas.

O novo prazo da quarentena foi estabelecido após o número de casos de coronavírus no DF passar de 36 para 84 em apenas 24 horas. Segundo o chefe do executivo, apenas ontem foram contabilizados 38 novos resultados positivos para o vírus na capital.

A Secretaria de Saúde não havia divulgado, até o fechamento desta edição, a quantidade de novas transmissões locais nem os números de casos em investigação e os descartados. O último balanço da secretaria apontava que cinco pessoas haviam sido infectadas pelo novo coronavírus sem ter saído do Distrio Federal.

O GDF também determinou que o prédio da Unidade de Internação Feminina do Gama (UFG) seja utilizado para o acolhimento e segregação dos novos presos durante a emergência causada pela pandemia do coronavírus.

A primeira paciente diagnosticada com a covid-19 no DF segue internada em isolamento na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Regional da Asa Norte (Hran). De acordo com o último boletim médico disponibilizado pela Secretaria de Saúde, a mulher de 52 anos está em estado grave, em coma induzido e respirando por aparelhos, mas mantém quadro estável e está sem febre.

Visitas suspensas

Cerca de 800 adolescentes infratores não poderão receber visitas nos próximos cinco dias nas sete unidades de internação socioeducativas do Governo do Distrito Federal. Os menores, no entanto, poderão ter notícias da família por meio de ligações telefônicas semanais. A medida segue as orientações do Plano de Contingência contra o covid-19.

A suspensão das visitas, segundo a secretária da Secretaria de Justiça, Marcela Passamani, visa “preservar a saúde das pessoas privadas de liberdade, dos familiares e amigos, bem como dos servidores que trabalham nos procedimentos para a realização das visitas nas Unidades de Internação e Internação Provisória”.

A Vara de Execução de Medidas Socioeducativas do Distrito Federal também suspendeu por 15 dias, a partir de 16/3, podendo ser prorrogado por igual período, as saídas concedidas aos adolescentes internos em unidades socioeducativas do DF, com exceção daqueles que estão acautelados na Unidade de Internação de Saídas Sistemática (UNISS), que poderão usufruir das saídas sistemáticas já em curso.

Segundo informações do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), a vara ainda proibiu, até 30 de abril, os atendimentos presenciais aos adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto nas Gerências e Atendimento em Meio Aberto (GEAMAs) do DF, bem como as atividades pedagógicas realizadas nas GEAMAs e os serviços prestadas pelos socioeducandos nas entidades conveniadas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cartórios

Ontem, o TJDFT determinou que os cartórios do Distrito Federal suspendam o atendimento ao público a partir de hoje até o dia 30 de abril. De acordo com o tribunal, no período de suspensão “deverá ser garantido atendimento presencial para os casos urgentes, em todas as modalidades de serviços”, desde que haja prévio agendamento por e-mail, disponibilizado no site do TJDFT.

No mesmo período, o tribunal decidiu que os oficiais de justiça só entregarão mandados cujo cumprimento seja considerado “urgente e indispensável”. A medida visa prevenir os profissionais de se contaminarem com o coronavírus.

UnB

A Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (ADUnB) enviou um ofício ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe), pedindo a suspensão completa das atividades de ensino na universidade, por tempo indeterminado e com posterior discussão do calendário acadêmico quando a situação de circulação de pessoas já esteja regularizada.






Você pode gostar