Brasília

Cresce o mercado de influenciadores digitais no DF

No que diz respeito a ganhos, isso pode variar muito, mas esses com maior destaque superam facilmente a casa dos R$ 10 mil mensais em média

Influenciadores digitais são os novos garotos propagandas das redes sociais. Seja jogador de futebol, cantora, palestrante, guru de vendas ou de investimento em bolsa de valores; o importante é postar e atrair a atenção das multidões para um produto ou um serviço.

O Distrito Federal deve ter algumas centenas desses influenciadores em vários níveis de atuação. No entanto, os próprios estimam que cerca de 40 deles estão em nível mais avançado de exposição midiática. Destaca-se, por exemplo, a empresária Ju Rodrigues, a life style Nah Figueiredo e o atleta Glauber Silva. Todos com mais de 50 mil seguidores. No que diz respeito a ganhos, isso pode variar muito, mas esses com maior destaque superam facilmente a casa dos R$ 10 mil mensais em média. Entre os temais mais trabalhados estão: moda, estilo de vida, gastronomia e dicas para o cotidiano.

Uma empresa especializada em gerir a carreira desse novo nicho de profissionais, enumerou alguns dos principais nomes locais. “O mais importante é não contabilizar o trabalho dessas pessoas apenas pela quantidade de seguidores. É fundamental levar em consideração a interação com eles e o retorno que os seguidores dão ao influenciador após serem impactados por uma marca”, explica Rafael Cavalcanti, CEO da agência Indica Brasília, responsável pela gestão de dezenas desses divulgadores.

A tendência é que o marketing de influência siga em crescimento e mercado aposte cada vez mais no trabalho desses propagandistas. Trata-se de uma moça que veste-se e anuncia biquínis de determinada confecção do polo de modas do Guará, de um personal tomando um sheik em academia de Ceilândia ou uma pessoa do cotidiano comendo uma pizza em restaurante recém-inaugurado em Sobradinho, mas que mostra isso diretamente e, muitas vezes, ao vivo, para alguns milhares de expectadores.

De acordo com Rafael, quando essas pessoas postam imagens com uma roupa chamativa, bebendo algo diferente, se divertindo em um lugar bonito é uma oportunidade ótima de venda. “Porém, se ela fizer tudo isso, mas de uma forma bem natural, dentro de um contexto cotidiano, em uma ação do dia a dia; agrega ainda mais valor e aumenta a possibilidade de venda”, explica o especialista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em nível mundial e nacional, os principais nomes são aqueles expostos pela grande mídia, como os jogadores Cristiano Ronaldo, Lionel Messi e Neymar Jr.; as cantoras Selena Gomez, Anitta e Ariana Grande; o grandalhão Dwayne Johnson (The Rock) e as belas Larissa Manoela e Marina Ruy Barbosa. Esses, no entanto, como explica Rafael, buscam fortalecer a própria marca. “Qualquer coisa associada a esses nomes vai vender muito ou já vende muito. Digamos que eles querem, na verdade, se manter no topo da mídia”, pondera.

DICAS PARA QUEM QUER SE TORNAR UM DIGITAL INFLUENCER:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

– Defina os seus objetivos, seus temas e seu público (nicho)
– Busque parcerias – procure empresas em destaque no seu segmento e que sejam referência no mercado.
– Estude e utilize uma linguagem adequada para seu nicho
– Crie uma identidade visual (fotos, cards e vídeos bem produzidos que sempre remetam a você)
– Tenha frequência nas publicações, mas com conteúdos de valor
– Entenda que a produção de conteúdo é o que faz a diferença
– Explore formatos diferentes de conteúdo (Feed, Stories, Igtv, Reels e Lives). Contudo, saiba a real diferença entre cada um dos formatos
– Analise o engajamento dos seguidores – curtidas, comentários, compartilhamentos e salvamentos
– Ser agenciado por uma empresa de qualidade ajuda no crescimento dos trabalhos e apoio geral para a carreira






Você pode gostar