Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Covid-19: MPDFT requisita plano de remobilização de leitos

A SES deverá, ainda, prestar informações sobre os leitos de Covid geridos pela própria Secretaria

Foto: Divulgação

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) solicitou que a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) faça a apresentação do plano de remobilização de leitos de Covid-19, com o respectivo cronograma de ativação, além de informar quantos terão suporte de diálise. O órgão de saúde tem o prazo de 10 dias para responder a solitação.

A SES deverá, ainda, prestar informações sobre os leitos de Covid geridos pela própria Secretaria. O Ministério Público quer saber se todos contam com recursos humanos e equipamentos para ativação, bem como a situação do estoque e previsão de duração de insumos e medicamentos destinados ao uso em unidades de terapia intensiva (UTIs).

De acordo com a Sala de Situação da Secretaria de Saúde, nesta sexta-feira, dia 26 de fevereiro, a ocupação de leitos de UTI na rede pública de saúde chegou a 98,22%. Como medida para controle da disseminação do novo coronavírus na capital federal, o governo local publicou novos decretos com medidas de lockdown na cidade.

O coordenador da força-tarefa de enfrentamento à Covid-19 do MPDFT, procurador de Justiça Eduardo Sabo, ressalta que o Ministério Público acompanha a evolução da pandemia diuturnamente e o acentuado crescimento das internações obriga o Distrito Federal a acelerar o processo de remobilização de leitos. “O GDF agiu bem ao restringir o horário de diversos estabelecimentos. Observamos no carnaval uma verdadeira irresponsabilidade por parcela da sociedade que ainda não entendeu que nós estamos vivendo uma pandemia e se descuidou com medidas de higienização e distanciamento social”, destaca.

As informações são do MPDFT

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar