Brasília

Covid-19: GDF muda o boletim informativo sobre vacinados

Até então, os dados apresentados pelo site do GDF apresentavam o número de 157.364 vacinados da primeira dose e mais 59.426 pessoas que levaram a segunda dose

Vacinação drive-thru contra a covid-19 no Parque da Cidade, em Brasília. Foto: Marcelo Camargo

O GDF anunciou nesta segunda-feira (8), que os dados dos boletins informativos sobre a vacinação no Distrito Federal serão divulgados em conformidade com o sistema “Novo SI-PNI online”, de acordo com orientação do Ministério da Saúde. Até então, os dados apresentados pelo site do GDF apresentavam o número de 157.364 vacinados da primeira dose e mais 59.426 pessoas que levaram a segunda dose. Nas últimas 24h foram 1.883 vacinados da primeira dose e 1.479 da segunda dose.

O número de doses do boletim atual é menor que os informativos anteriores, pois não houve tempo hábil – e também por instabilidades no sistema – de lançar os dados atuais.

As Regiões de Saúde darão celeridade no processo de envio dessas informações na plataforma on-line do MS para que, no próximo boletim, seja divulgado o número mais atualizado.

O boletim, a partir de agora, traz informações mais detalhadas da vacinação, como número de pessoas vacinadas por Região Administrativa e o sexo dos vacinados.

A Secretaria de Saúde continuará divulgando na página Vacinômetro os dados diários da vacinação, com números gerais, como já faz desde o dia 19 de janeiro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A vacinação contra a Covid-19 começou no Distrito Federal no dia 19 de janeiro. Já foram recebidas 199.760 doses da vacina CoronaVac, que é produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. Além das 67 mil doses da vacina Covishield, desenvolvida pela universidade inglesa de Oxford, com a farmacêutica sueco-britânica AstraZeneca.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a segunda dose da vacina CoronaVac deve ser aplicada entre 14 e 28 dias após a primeira. A pasta lembrou que devido ao curto espaço de tempo, a metade das doses recebidas foram reservadas para a segunda aplicação.

Sobre a vacina da AstraZeneca esse intervalo é de até 90 dias. Devido a isso, todas as doses que chegaram ao DF serão utilizadas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cerca de 5% das doses das duas vacinas fazem parte da reserva técnica para suprir possíveis perdas que possam acontecer ao longo da campanha. Dessa forma, há estoque para uma eventual reposição.






Você pode gostar