Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Boato sobre suposto massacre dissemina o pânico em Águas Lindas

Acontece que o rumor afirma que esta terça-feira, 17, guarda um massacre escolar nas unidades da cidade

Um boato de origens desconhecidas deixou a população de Águas Lindas, em Goiás, assustada durante esta segunda-feira, 16. Já no término do dia, a maior questão fica aos pais dos moradores em idade escolar: ‘deixo o meu filho ir à escola amanha ou não?’.

Acontece que o rumor afirma que esta terça-feira, 17, guarda um massacre escolar nas unidades da cidade. No entanto, outras mensagens de aviso citavam o dia de hoje, e algumas até mesmo dias da semana passada como data marcada para o incidente.

Além da inconsistência no calendário, o disse-me-disse também guarda inconsistências no endereço da tragédia. Em áudios divulgados no WhatsApp, pais afirmam que o fato deve ocorrer em escolas por todo o território nacional. Outros, que ele se mantém apenas a Águas Lindas.

A motivação do massacre é outro ponto incongruente nesta história. Alguns dizem ser um plano para impedir a inauguração de uma escola na região, outros que é uma organização geral de ódio. Encontramos mensagens dizendo que, inclusive, a motivação seria ‘em prol da legalização da maconha’.

Para amenizar os ânimos, algumas escolas de Águas Lindas optaram por suspender a realização das aulas desta terça-feira, data mais endossada para o massacre. Os comunicados, no entanto, citam a repercussão de mensagens nas redes sociais sobre o assunto e, em momento nenhum, confirmam qualquer tipo de ameaça.

Veja:

Uma outra escola admite, ainda, não saber a veracidade dos fatos, e toma a medida de suspensão das aulas como uma contenção ao pânico geral e uma medida de segurança. “Não sabemos a veracidade dos fatos, mas por medidas de seguranças, a direção assim decidiu”, diz o comunicado.

Nos canais de comunicação oficiais das autoridades locais, nada é encontrado. Somente uma mensagem na conta do Instagram da 35º Companhia Independente de Polícia Militar de Águas Lindas, informa que o policiamento será reforçado nas regiões em ‘risco’. Uma confirmação de perigo, no entanto, não foi feita.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Não existe, sequer, um aviso de massacre de fato. A informação começou a correr no boca-a-boca e tomou proporções que ultrapassam a veracidade do que existe de material.

Sem qualquer tipo de confirmação e completamente no campo do boato, a decisão de ida às aulas nesta terça-feira, nos colégios onde elas não foram canceladas, é pessoal.








Você pode gostar