Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Bebês da UTIN do HRSM participam de ensaio fotográfico de carnaval

As mães que estavam próximas se encantavam com a cena de ver o bebê delas sem tantos aparelhos ou fios, mesmo que por poucos instantes

Foto: Iges-DF

Levar um pouco de alegria ao coração das mães que estão internadas com seus bebês na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) e proporcionar a elas lembranças boas de um período difícil. Esse foi o objetivo da Terapia Ocupacional ao realizar, nesta semana, um ensaio fotográfico de Carnaval com os recém-nascidos internados na UTIN do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM).

“As mães foram convidadas a participar deste momento criando a fantasia dos filhos e os adereços de Carnaval usados na hora de fotografá-los. Esse momento proporciona um pouco de relaxamento e ajuda a aliviar o estresse e preocupação”, explica a terapeuta ocupacional da UTIN, Maria Helena Nery.

Com todos os cuidados necessários, ela manuseava os bebês e ajeitava a fantasia de cada um com carinho, depois fazia vários cliques. As mães que estavam próximas se encantavam com a cena de ver o bebê delas sem tantos aparelhos ou fios, mesmo que por poucos instantes.

“Gostei muito deste ensaio porque queremos enfeitar nosso filho e, por enquanto, não podemos. Queria fazer o mesversário dele, mas infelizmente, por enquanto não será possível. Então, ficarão as fotos tiradas aqui com o tema para marcar o primeiro mês de vida dele”, afirma Ester Ribeiro, mãe do pequeno Samuel, que nasceu prematuro extremo de 27 semanas e vai completar um mês de vida no próximo dia 11.

O ensaio fotográfico temático acontece na UTIN do HRSM desde 2019. A finalidade é resgatar as atividades significativas para as mães que permanecem junto aos bebês internados na UTIN.

Segundo Maria Helena, as oficinas terapêuticas laborais constituem um importante recurso da terapia ocupacional para humanizar o cuidado, promover a troca de experiências entre as mães e fortalecer o vínculo materno-infantil frente a tantas rupturas atribuídas ao nascimento prematuro e à internação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Junto com a equipe de enfermagem, proporcionamos esse momento de interação entre elas, o aumento da autonomia materna e também, um alívio no cotidiano tão delicado que essas mães enfrentam dentro da UTI Neonatal”, destaca a terapeuta ocupacional.

Andreia Aparecida de Paula é mãe da pequena Hyllary Isabelly, nascida há duas semanas. Ela aprovou a atitude da equipe em realizar o ensaio, pois teve a chance de se dedicar para fazer a fantasia carnavalesca da filha.

“Aqui ficamos o tempo todo preocupadas, e tendo esse momento deu para distrair a cabeça e colocar a criatividade para fora. Por isso, gostei demais”, avalia.

Quem também adorou a iniciativa e vai mandar as fotos para família é Érica Regina Carvalho, mãe da Lívia Vitória, de um mês. “Para gente é bom ter essas fotos e esse momento porque não podemos fazer fotos deles tão de pertinho, e aí mandamos essas e todos ficam felizes em vê-la bem, crescendo”, explica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As informações são da Agência Brasília






Você pode gostar