Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

96% dos leitos de UTI da rede pública seguem ocupados

Na rede privada, a ocupação continua ainda maior. Fila de pacientes que esperam por um leito é de 238 pessoas

Por Willian Matos 18/04/2021 6h55
Foto: Rovena Rosa/ Agência Brasil

O último boletim do fim de semana divulgado pela Secretaria de Saúde mostra que o Distrito Federal está com 96% dos leitos de UTI da rede pública ocupados. Pela manhã, a ocupação chegou a 100%. Os dados foram atualizados às 18h40.

Atualmente, há sete leitos de UTI adulto disponíveis, sendo um Hospital de Base, um no Hospital da PM, dois no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), um no Hospital do Gama (HRG), um no de Samambaia (HRSam) e um no Hospital Daher, no Lago Sul.

Há ainda quatro leitos pediátricos no Hospital da Criança, sete neonatal no Hospital Regional da Asa Norte (Hran).

Na rede privada, a ocupação é de 98,99%, havendo dois leitos de UTI adulto no Hospital Sírio-Libanês e dois no Hospital São Francisco. A última atualização, porém, ocorreu 12h10.

Fila

A lista de espera de leitos de UTI tem 238 pessoas, de acordo com a última atualização, às 18h. Destas, 141 são pessoas com suspeita ou confirmação de infecção pela covid-19.

Os três hospitais de campanha prometidos pelo Governo do Distrito Federal para a primeira quinzena de abril ainda não estão prontos. Agora, o novo prazo é até o fim do mês. Como cada um terá 100 leitos, a expectativa é de que a fila seja contemplada quando as unidades forem inauguradas. Os hospitais ficarão localizados no Gama, em Ceilândia e no Plano Piloto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar