fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Programação: aulas da disciplina preparam crianças para o futuro

Com o avanço da tecnologia, ficou mais fácil criar jogos, sites ou aplicativos. Tudo na base da programação

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

“ O conteúdo curricular ensinado nas escolas não atende à necessidade do movimento de modernização. Acredito que o desenvolvimento das habilidades possibilitará a ele se desenvolver em qualquer área que quiser atuar, por isso escolhi a programação como um dos caminhos”. Esse é o relato da empresária Luciana de Alencar, que matriculou seu filho, de 10 anos, em uma escola de programação. 

Com o avanço da tecnologia, ficou mais fácil criar jogos, sites ou aplicativos. Tudo na base da programação. Fundamento que é visto como disciplina curricular em países como Estônia, Finlândia e Austrália. Nesses lugares, desde cedo crianças e adolescentes tem contato com a linguagem de programação e assim vão desenvolvendo suas habilidades.

Para Tiago Pegatto, engenheiro e coordenador da Simplicode, empresa que oferece aulas de programação, o objetivo é preparar a criança para o futuro. “São diversas habilidades e isso varia um pouco de um aluno para outro, mas principalmente temos o raciocínio lógico, organização, criatividade, autoconfiança e resolução de problemas”, afirmou.

Ainda de acordo com Tiago, é normal que muitos alunos melhorem o desempenho na sala de aula após o início das aulas. “Um outro fator importante é pensar sobre o futuro, pois além da demanda por especialistas nessa área crescer a cada dia, a programação também auxilia diretamente profissionais de outras áreas”, finaliza.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade