Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Polícia abre BO por difamação contra modelo Najila Trindade

Najila afirmou que a “a polícia é comprada” quando foi questionada sobre o suposto furto do tablet que continha vídeo com agressões

Publicado

em

Publicidade

Da Redação
redacao@grupojbr.com

A Polícia Civil do Estado de São Paulo registrou um Boletim de Ocorrência (BO) por difamação contra a modelo que acusa Neymar de estupro. Najila Trindade criticou a corporação em entrevista ao SBT na última semana, durante entrevista com Roberto Cabrini. 

Najila afirmou que a “a polícia é comprada” quando foi questionada sobre o suposto furto do tablet que continha o vídeo que prova as agressões de Neymar.

Por conta dessa declaração, o delegado José Fernando Bessa registrou boletim de ocorrência na 6ª Delegacia Seccional de Santo Amaro na noite desta terça-feira. O delegado acrescenta ainda que um ofício será encaminhado ao instituto que coletou as digitais. “Caso sintam-se (os peritos) atingidos em sua honra, apresentem eventuais representações (contra a modelo)”, diz trecho.

Segundo documento oficial apresentado, “as declarações maculam não só a honra da Polícia Civil como instituição (…), mas, sobretudo, a honra objetiva dos servidores lotados no IIRGD (Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt), responsáveis pela coleta do material papidatiloscópico (digitais)”.

“O Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (SINDPESP) e a Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (ADPESP) vêm a público repudiar veementemente a afirmação feita pela Srta. Najila Trindade de que a polícia estaria ‘comprada'”.

 


Você pode gostar
Publicidade