fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

PF deflagra maior operação da história contra tráfico internacional e lavagem de dinheiro

Ao todo, são realizados 149 mandatos de busca e apreensão em uma ação que mobilizou cerca de 670 policiais federais e mais de 30 servidores da Receita Federal

Avatar

Publicado

em

Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Na manhã desta segunda-feira (23), a Polícia Federal realizou a maior operação de combate à lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas internacional. A Operação Enterprise mira em uma organização criminosa especializada no envio de cocaína para a Europa.

Ao todo, são realizados 149 mandatos de busca e apreensão em uma ação que mobilizou cerca de 670 policiais federais e mais de 30 servidores da Receita Federal. Os mandados foram espedidos na 14ª Vara Federal de Curitiba e são cumpridos nos estados do Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Bahia e Pernambuco.

As autoridades ainda determinaram o sequestro de aproximadamente R$ 400 milhões em bens do narcotráfico. Fazem parte dos bens ilícitos: aeronaves, imóveis e veículos de luxo, entre outros objetos de valor. A PF informou que existe a expectativa de que novos bens sejam identificados após o cumprimento dos mandados de busca e apreensão.

O volume de cocaína apreendida faz da Operação Enterprise a maior já realizada na história. Inicialmente, foram encontradas 50 toneladas da droga nos portos do Brasil, da Europa e da África. Volume que coloca a organização criminosa como uma das maiores em atuação no país.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para lavar o dinheiro, os suspeitos utilizavam “laranjas” (pessoa que intermedeia, voluntária ou involuntariamente, transações financeiras fraudulentas) e empresas fictícias.

Além dos mandados realizados no Brasil, foram expedidas difusões vermelhas na Interpol para a prisão de oito investigados que estão no exterior, bem como o sequestro de bens.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Enterprise

A operação foi batizada de Enterprise em alusão ao tamanho da organização criminosa investigada. Devido à quantidade de transações realizada pelos suspeitos, com empreendimentos internacionais, lavagem de dinheiro e tráfico internacional, a operação tem um alto grau de complexidade.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade