fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Cientistas da UFG descobrem fungo capaz de controlar doenças em plantações

Microrganismo é encontrado em raízes de uma orquídea presente no Cerrado

Avatar

Publicado

em

Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Um microrganismos capaz de controlar doenças que atingem o arroz pode substituir o uso de agrotóxicos. Além de sustentável, a nova tecnologia tem potencial para ser economicamente vantajosa. O estudo responsável pela descoberta foi coordenado pelo Laboratório de Genética de Microrganismos (LGM) do Instituto de Ciências Biológicas (ICB/UFG). Os pesquisadores descobriram um fungo capaz de conter doenças presentes no arroz, tomate, soja e cana-de-açúcar. O microrganismo é encontrado em raízes de uma orquídea presente no Cerrado.

A coordenadora da pesquisa, professora Leila Garcês de Araújo (ICB/UFG), relata que o fungo Waitea Circinata foi descoberto em 2009 e, desde então, várias doenças foram testadas. Com isso, a pesquisa pretende reduzir a dependência dos produtores rurais de insumos importados. A cientista alerta sobre os perigos do uso exagerado de pesticidas

“No Brasil, o consumo de pesticidas em 2018 foi de 549.280 toneladas em 2018 e consequentemente aumentou o número de intoxicações de aplicadores, crianças, recém-nascidos e suicídio”, explica Leila.

Em junho deste ano, o Laboratório firmou um acordo com a empresa Ballagro, que atua no desenvolvimento de produtos biológicos para o setor agrícola. Ao todo, o projeto receberá 486 mil reais para custeio, equipamentos e bolsas de estudos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Juntamente com a empresa nacional Ballagro de controle biológico vamos desenvolver um bioproduto e acreditamos que, em 5 anos, o produtor poderá usar para controle das doenças citadas, e também com efeito indireto no crescimento dessas culturas”, explicou Leila Garcês.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade