Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Acusadora de Neymar dispara: “A polícia está comprada, né?”

Sem o vídeo completo do encontro com o jogador e, após ser abandonada pelo terceiro advogado, Najila Trindade aponta seus canhões para a polícia

Da Redação
[email protected]

Com uma acusação que está se tornando um verdadeiro “dramalhão mexicano”, Najila Trindade parece tomada por um único sentimento: vingança!

Se de fato o crime ocorreu, caberá a justiça determinar. Porém, sem conseguir apresentar provas concretas, está cada vez mais difícil para a acusadora sustentar as afirmações.

Três advogados já abandonaram o caso

Os advogados José Edgar Bueno, Yasmin Pastore Abdalla e, na noite da última segunda-feira (10), Danilo Garcia desembarcaram do caso, por razões diversas.

O último a deixar o caso, Garcia alegou: “Sem provas do que a cliente está alegando não é possível defendê-la, e Najila não me mostrou a prova. Não havia o que fazer”, disse. Ele havia dado um prazo até ontem à noite para que ela lhe entregasse o vídeo de ‘completo’ com Neymar.

Depoimento à polícia

Foram longas seis horas de depoimento à polícia na última semana. Najila saiu da delegacia nos braços de seu então advogado, Danilo Garcia, direto para o hospital.

Informações contraditórias e a recusa em deixar o aparelho celular para ser devidamente periciado enfraquecem cada vez mais a acusação.

Vídeo roubado e acusação contra o advogado

Najila disse à polícia que seu apartamento havia sido arrombado e que de lá foi subtraído um tablet que continha a única cópia completa do suposto vídeo do segundo encontro dela com Neymar.

Na segunda (10), a acusadora se voltou contra seu advogado, afirmando que teria usado o serviço de localização do tablet e ele apontaria que estaria no próprio escritório de Danilo. Foi a gota d’água para o profissional ser mais um a abandonar o caso.

Najila sai do depoimento nos braços do advogado. Foto: Reprodução

Porteiro do prédio registra B.O. contra Najila por ameaça

Na manhã de segunda (10), o porteiro onde Najila mora e de onde teria sumido o tal tablet foi lavrar Boletim de Ocorrência na 11ª Delegacia de Polícia Civil. Na ocasião, ele registrou, oficialmente, a ameaça que teria sofrido da acusadora de Neymar: “Sua conversa é comigo, você falou com todo mundo menos comigo que sou a dona do apartamento, tô aqui com meu irmão e com uma galera e você sabe o que é, vai ser melhor pra você.”

O porteiro já deixou claro aos jornalistas que não viu qualquer pessoa diferente entrando ou saindo do prédio, no dia que Najila disse que seu apartamento foi arrombado.

“Polícia comprada”

Em entrevista ao SBT, Najila Trindade foi categórica:

“A polícia está comprada, né? Ou não? Ou eu estou louca?”

Injustiçada

Durante a entrevista, a acusadora de Neymar se diz injustiçada e incomodada com a opinião pública. “As pessoas querem que eu me sinta culpada no sentido de que eu me ofereci, então eu merecia, a culpa é minha. Não foi só o ato sem preservativo, foi a maneira como ele conduziu tudo. Ele foi agressivo, estúpido, me pegou à força. Mesmo se fosse com preservativo, não foi legal. Ele estava fora de si.”

“Estou me sentindo muito injustiçada e julgada. Que isso tudo pareça uma armação (o que a mais incomoda). Ninguém está olhando para o lado humano da coisa. Ninguém está pensando ‘e se foi verdade?’, ‘se ela está com psicológico todo ferrado, sofreu ameaças?’. Como eu ia fazer uma acusação falsa de uma pessoa que é mundialmente famosa? Eu sei que pelo menos eu não fiquei quieta. Eu vou sofrer? Vou! Estou sofrendo? Estou!”

Vamos aguardar os próximos capítulos.

Você pode gostar
Publicidade