Siga o Jornal de Brasília

Professor M.

Problemas Empresariais são diferentes!

Qualquer problema pode ser resolvido de forma diferente, por pessoas e grupos diferentes dentro das Empresas.

Publicado

em

Perdura uma máxima hoje vigente no mundo corporativo: não existem problemas simples nas organizações!

Na chamada ‘Era da Complexidade’ em que muitos dizem vivermos, a ideia de ‘desafios complexos’ domina a relação entre empresas, clientes e mercados. Criou-se a mística da complexidade no ambiente organizacional nos últimos tempos, e com esse misticismo todo, um sistema complexo para resolver problemas.

Observamos diversos casos de disputas internas de grupos buscando a solução de problemas, mas de forma não muito positiva nas organizações. O aspecto negativo, é que se acaba criando uma corrida interna não colaborativa pelo melhor método para a solução de problemas.

Uma disputa entre grupos, setores, áreas e departamentos regada a vaidades, narcisismos e autopromoção, que consome recursos preciosos e às vezes escassos na organização. Profissionais que investem energia em disputas inócuas e inúteis à organização e à perenidade da empresa.

É extremamente positivo que grupos diferentes, em locais diferentes da organização, busquem solucionar problemas. Não deve existir realmente os ‘solucionadores oficiais’ de problemas, marcando algumas pessoas na empresa como detentores exclusivos dessa capacidade.

Quando se ‘carimba’ um profissional como resolutivo de problemas, automaticamente marcamos os outros todos como não capazes ou limitados em gerar ideias para resolução de problemas. Ocorre um efeito colateral negativo e lesivo ao senso de coletividade e cooperativo na organização.

O ideal é que se crie um ambiente colaborativo de troca de experiências e conhecimentos entre profissionais, grupos, setores, departamentos e áreas da organização. E, para que esse ambiente seja profícuo, é necessário também incrementar um processo de capacitação e de cultivo da cultura organizacional colaborativa.

Problemas são um problema

Notadamente, aos que estão constantemente envolvidos na busca de resoluções de problemas organizacionais, o ambiente para o desenvolvimento de respostas e apresentação de alternativas de soluções pode ser tão desafiador quanto o próprio problema.

Quando não existe um senso colaborativo e cooperativo na organização, se adiciona um dificultador e complicador ao processo: o desenvolvimento de soluções de forma isolada, desagregada e fragmentada. Existe nesses casos a ausência de otimização de recursos e potencialização de resultados.

Nesse ambiente e nessas condições, o esforço em resolver problemas é multiplicado por ‘n’ vezes, gerando adversidades nos processos, atividades e ações que envolvem a geração de soluções. Assim, é o que podemos chamar de ‘problemas do problema’.

Em um universo organizacional complexo, não existem soluções triviais. No artigo “Tempos de Complexidade, mas na Era da Simplicidade” falamos sobre miopia resolutiva, problemas complexos e a necessidade do desenvolvimento de soluções simples e eficientes.

Por isso a necessidade de diversos olhares, múltiplas abordagens, diferentes perspectivas e várias experiências profissionais para aumentar a eficiência e ampliar os resultados das soluções descobertas, implantadas e aplicadas.

As organizações necessitam estabelecer ambientes de colaboração e engajamento, democratizando as possibilidades e oportunidades de seus colaboradores contribuírem nesse processo. Como também, precisam de profissionais dispostos a receber e resolver problemas.

Como disse uma vez o futebolista brasileiro Dadá Maravilha, “Me dê a problemática, que eu dou a solucionática.

———————————————————————————————————————–

Prof. Manfrim, L. R.

Compulsivo em Administração (Bacharel). Obcecado em Gestão de Negócios (Especialização). Fanático em Gestão Estratégica (Mestrado). Consultor pertinente, Professor apaixonado, Inovador resiliente e Empreendedor maker.

Explorador de skills em Gestão de Projetos, Pessoas e Educacional, Marketing, Visão Sistêmica, Holística e Conectiva, Inteligência Competitiva, Design de Negócios, Criatividade, Inovação e Empreendedorismo.

Navegador atual nos mares do Banco do Brasil, UDF/UnicSul e mentoria a Startups. Já cruzou os oceanos do IMESB-SP, Nossa Caixa Nosso Banco (NCNB) e Cia Paulista de Força e Luz (CPFL).

Contato para palestras, conferências, eventos, mentorias e avaliação de pitchs: [email protected]

Linkedin – Prof. Manfrim

Currículo Lattes – Prof. Manfrim

______________________________________________________________________

 


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Publicidade