Siga o Jornal de Brasília

Na Garagem

GP da Austrália: Mercedes faz dobradinha com Bottas e Hamilton

Bottas ultrapassou o companheiro de Mercedes, Lewis hamilton na largada e garantiu a primeira vitória na temporada – Foto: FIA F1

Valtteri Bottas deu aquele toque de emoção para o início da temporada 2019 da Fórmula 1. O piloto da Mercedes AMG, aproveitou o vacilo de seu companheiro Lewis Hamilton e na largada assumiu a ponta do GP da Austrália, conduzindo bravamente até garantir definitivamente a primeira vitória na temporada, deixando seu companheiro em segundo. O pódio foi fechado com o piloto da Red Bull Honda, Max Verstappen.

Além de garantir os 25 pontos pela vitória, o finlandês também fez a volta mais rápida da prova, o que lhe garantiu o ponto extra, uma das novidades do regulamento neste ano.

Enquanto Bottas sobrava na pista, Hamilton passou praticamente toda a corrida sofrendo a pressão imposta pela Ferrari de Sebastian Vettel e, mais tarde, pela Red Bull de Verstappen.

Enquanto a Mercedes confirmou a expectativa de ter conseguido dar a seus pilotos um carro equilibrado e extremamente competitivo, a Ferrari decepcionou.

Vettel conseguiu acompanhar Hamilton só até a primeira metade da prova, quando após a troca de pneus voltou para a pista mais lento, o que lhe custou a posição. Mas não foi só isso. O piloto alemão não conseguia manter um ritmo competitivo e ficou cerca de 30 segundos atrás de Verstappen.

O seu companheiro de equipe, Charles Leclerc até que andou bem, terminando em quinto, mas também longe de apresentar qualquer condição efetiva de brigar com os pilotos da ponta.

A turma do meio do grid teve como destaque o piloto Kevin Magnussen, da Hass, que ficou em sexto. Atrás dele ficou Nico Hulkemberg, da Renault de Nico Hulkenberg, que se mostrou habilidoso ao defender sua posição do experiente Kimi Raikkonen, que terminou em oitavo com a sua Alfa Romeo.

Lance Stroll ficou com o nono lugar com a sua Racing Point, enquanto o ponto final da disputa foi de Daniil Kvyat, com a Toro Rosso.

Além do desempenho da Ferrari, quem também ficou “devendo” foi Pierre Gasly, que conseguiu apenas a 11ª posição e Robert Kubica, que terminou em último, deixando claro que a Williams terá mais um ano difícil pela frente.

Lando Norris foi o 12° e melhor dos pilotos estreantes, com a McLaren. Carlos Sainz abandonou a prova por problemas mecânicos e Daniel Ricciardo, em sua estreia com a Renault, também não chegou ao fim da prova.
Com o resultado o campeonato termina a sua primeira etapa com a seguinte classificação:

PILOTOS
Valtteri Bottas 26
Lewis Hamilton 18
Max Verstappen 15
Sebastian Vettel 12
Charles Leclerc 10
Kevin Magnussen 8
Nico Hulkenberg 6
Kimi Räikkönen 4
Lance Stroll 2
Daniil Kvyat 1
Daniel Ricciardo 0
Sergio Perez 0
Carlos Sainz 0
Robert Kubica 0
Romain Grosjean 0
Pierre Gasly 0
Lando Norris 0
Alex Albion 0
Antonio Giovinazzi 0
George Russell 0

EQUIPES
Mercedes 44
Ferrari 22
Red Bull Racing 15
Haas F1 8
Renault 6
Alfa Romeo Racing 4
Racing Point 2
Scuderia Toro Rosso 1
McLaren F1 0
Williams Racing 0

Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA