Siga o Jornal de Brasília

Histórias da Bola

INTERCEUB

Publicado

em

O Ceub disputou dois jogos internacionais contra times do outro lado do Atlântico, no já demolido estádio Pelezão, que ficava atrás do Carrefour Sul. Foram contra o Zeljeniscar (Ferroviário, na tradução), da antiga Iugoslávia, e diante da Seleção da Costa do Marfim. No primeiro, mandou 3 x 0, e no outro só 1 x 0.

Diante dos europeus foi fácil, como mostra o placar que, aos cinco minutos, o meia Péricles já o sbria. Mas o “Ceuba”, como caçoava o torcedor, ficou só naquilo pelo primeiro tempo. Na fase final, fez três substituições, tornou-se mais veloz e, aos dois minutos, Carlos Roberto fez o segunteo tento.

O jogo foi apitado por Osvaldo dos Santos, auxiliado por Cid Marival e Antônio Barbosa. O Ceub teve: Valdir; Lauro, Pedro Pradera, Adevaldo e Rildo (Odair); Alencar, Péricles (Rogério) e Xisté; Gilberto, Juraci (Carlos Roberto), e Land (Julinho). O Zeljeniscar alinhou: Ibrahimovic (Janius); Derakovic, Becirspanic, Bratic, Saraecvic, Spasojevic, Kojovic, Lusic, Hodzic (Maric), Vjaski e Serbo.

No prélio contra os africanos, estes excursionavam pelo Brasil, treinados pelo brasileiro Esquerdinha, que dizia ter vindo por aqui “muito mais para a sua rapaziada aprender”. Aprendeu erro de arbitragem. Aos 34 minutos, Xisté atacou, pela esquerda, driblou o marcador e foi derrubado, dentro da área. Pênalti claro, não marcado pelo juiz Ademar Pereira da Cruz, da Federação Metropolitana de Futebol.

Na fase final, aos sete minutos, o Ceub poderia ter aberto o placar. Julinho trabalhou a jogada, pela direita, e Gilberto a concluiu, chutando muito alto, com o goleiro marfinense já batido. Aos 10, não teve jeito. O meia Péricles foi à linha de fundo, driblou dois e fez um cruzamento rasteiro para a área dos africanos. Juraci fez a deixada e Julinho, que estava impedido no lance, marcou o gol: Ceub 1 x 0.

O Ceub venceu com: Valdir; Lauro, Pedro Pradera, Adevaldo e Rildo; Alencar, Péricles e Xisté; Gilberto (Julinho), Juraci e Gilbertinho). A Costa do Marfim teve: Clement; Dié, Adama, Sagnaba e Irie; Chjechery e Moh; Gohi, Noel, Hobernam e Tahi. O juiz Ademar Pereiura da Sivla foi auxiliado por Anpilhóphio Pereira da Sivla e Djalma Neves


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade 
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Publicidade