Menu
Futebol ETC
Futebol ETC

Jornal inglês mostra localização da Ilha Paquetá, onde houve as apostas suspeitas com Lucas Paquetá

A primeira empresa de jogos a soar o alarme sobre jogos suspeitos foi a Betway – o principal patrocinador do West Ham, o time de Paquetá

Marcondes Brito

05/06/2024 6h49

Reprodução/The Sun

Enquanto a CBF “passa o pano” para Lucas Paquetá – jogador acusado de participar da manipulação de resultados – a Federação Inglesa (FA) parece disposta a bani-lo  definitivamente do futebol.

É o que diz uma reportagem do jornal inglês The Sun: “Paquetá insiste que é inocente, mas a SunSport descobriu a lista de acusações da FA contra ele, inclusive uma recomendação de que ele seja banido para sempre se for considerado culpado”, diz o jornal.

The Sun acrescenta que teve acesso a todos os detalhes extraordinários do suposto golpe. Estima-se que cerca de 60 pessoas fizeram apostas em Paquetá, variando de apenas 7 a 400 libras, levando a ganhos combinados de até 100 mil libras (cerca de R$ 675 mil).

E, numa reviravolta irônica, a primeira empresa de jogos a soar o alarme sobre padrões de apostas suspeitos foi a Betway – o principal patrocinador das camisas do West Ham, o time de Paquetá.

A Ilha de Paquetá

Na reportagem do The Sun, há uma ilustração mostrando a localização da Ilha de Paquetá, um bairro do Rio de Janeiro, onde Lucas surgiu para o futebol e adotou o sobrenome do lugar. É muito suspeito para os investigadores que boa parte das apostas em relação aos cartões amarelos do atleta tenham sido feitas nesse local.

A Ilha de Paquetá localiza-se no interior da Baía de Guanabara, no bairro de Paquetá, na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil. A principal forma de acesso à ilha é por meio das barcas que partem da tradicional Praça XV.

Investigação

A investigação da FA começou no verão passado, depois de receberem um alerta de integridade de empresas de jogos de azar devido ao número incomum de apostas feitas nele para serem reservadas, rastreadas até a ilha onde ele nasceu.

Os advogados de Paquetá tiveram ontem mais tempo para responder formalmente às acusações. Não se espera que o caso prossiga para uma audiência por vários meses.

Acompanhe as atualizações da coluna “Futebol Etc” nas redes sociais, no Twitter e também no Instagram. Mande sugestões para a coluna pelo email [email protected]

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado